Nolita Bakery, um pedacito de NY em Núñez

23 de dez de 2013

Quem me acompanha no Instagram sabe que nas últimas semanas eu praticamente tenho morado numa padariazinha chiquitita perto do meu trabalho no bairro de Núñez

A Nolita chegou por lá pra ahazar com as minhas tardes a base de barrinha de cereal. Todas chora, pero bueno. A começar pelo nome, Nolita eu amei. Amei tanto que até chamei as colaboradoras do blog pra um encontrinho prá lá de fofo pelo bairro.

Foto: Adriana Carolina.

Omg, miranos acá! Da esquerda para a direita: Adriana, Ligia, Luiza y yo. Tarde de puro encanto, Amélie Poulain feelings e comidinhas gostosas.

Foto: Adriana Carolina.

Nolita tem um aspecto super rústico por for e acho que isso chamou demais minha atenção antes mesmo de provar. Nem falar da décor super fofa do lado de fora do local e também a localização, Núñez é um encanto e a rua da Nolita é super sossegada. Na foto havia pedido uma das especialidades da casa: mini muffins de bananas com nozes e um de maçã com canela. Acompanhado de um cafécito.

Foto: Adriana Carolina.

O café abriu faz pouco e ainda não há inúmeras opções de comidinhas, mas logo haverá. Destaco aqui os muffins de arándanos e também o cupcake de cenoura.

Foto: Adriana Carolina.

As meninas também amaram, a Luiza pediu um chá e os mesmos mini muffins quentinhos. A atenção do local é mais que atenciosa.

Foto: Adriana Carolina.

Aqui o carrot cupcake que a Adri pediu, e amou.

Foto: Adriana Carolina.

E um pouco da decoração. Viram como é rústico? Muita lousa, muito giz, muito mimo sem ser enjoativo.

Foto: Adriana Carolina.

E aqui nós. Achei tão delícia poder juntar as três para que se conhecessem melhor que acho que o encontrinho só vai melhorar o rendimento do blog, sendo sincera.

Foto: Adriana Carolina.

E aqui as três chicas fofas que eu adoro. Caras e bocas pras lentes da Adri!

Foto: Adriana Carolina.

Nolita fica no bairro de Núñez, abre todos os dias e só aceita dinheiro. Por enquanto, serve mimices para cafés e meriendas. Vocês podem acompanhar o que sai em cada dia no facebook ou instagram deles.

Nolita Bakery
www.facebook.com/NolitaBakery
www.instagram.com/nolitabakery
Franklin Roosevelt 1806, Núñez.

Nuevos Helados em Buenos Aires

17 de dez de 2013

EU AMOOOO SORVETE ARGENTINO. Ok. Ok. Ok. Me controlei.

Sim, quem veio pra cá e não provou helado, não veio à Buenos. Eu já fiz um post dizendo aqui as sorveterias clássicas da cidade: Volta (uma das que eu mais amo), Freddo e Persicco. Mas agora decidi colocar umas não tão conhecidas e que mesmo assim valem a pena.

Tufic
Conheci a Tufic pelo post da Naiara do Pindalolas. Achei legal porque lá eles vendem uns picolés e fui correndo provar. Correndo mesmo. Cada picolé tem o valor de 25 pesos e tem de diversos sabores. O da foto era de Ferrero Rocher - tinha acabado de ser feito, mas também tinha: chocolate branco, gianduia, doce de leite, chocolate ao leite, oreo, etc. Eu achei bem gostoso, principalmente porque aqui em Bue não é comum vender sorvete de picolé. Mas a Tufic também tem sorvetes de massa. 


Guardiola
Na real o Guardiola é um café-restô que vende comidinha natureba, mas o sorvete de frutas deles é delicioso. Eu já até coloquei um post sobre eles aqui, mas tem que ir lá. Para provar e não perder a oportunidade: frambuesa (foto), limón, frutos del bosque, frutilla. Os de frutas, todos.


Elena
É o restaurante do Four Seasons, mas assim, juro: Volta depois deles perdeu o trono de meu sorvete preferido. Sim, de verdade. Eu só não vou lá sempre porque tem ir comer no restô e depois pedir sobremesa e nem sempre dá né $$$, mas eu viveria dos sorvetes deles. Infelizmente não saíram muito bem na foto. A degustação de helados tem um preço de 70 pesos e duas bolinhas saem por $65. AMOOO todos, sem exceção, mas por gosto pessoal fico com o de avelã, gianduia, crema français e um que vai iogurte. Juro, é meu helado favorito na cidade.


Cía de Chocolates
Com uma vitrine bem enxuta, os helados deles são mais cremosos. Tenho a felicidade de ter uma loja deles perto de casa e posso dizer que o de chocolate branco com limão, gianduia e chocolate extra são especiais. O que eu acho interessante nos sorvetes deles é a consistência que eles tem, não derretem ihihihi. Potinhos começam em 30 pesos.


Arkakao
Os críticos dizem que é melhor sorveteria de Buenos, isso porque é tudo importado: desde a matéria prima até a geladeira, da Itália. Eu não acho tudo isso, mas curto bastante. A partir de 30 pesos o potinho.


Jauja
Tipo sorveteria de bairro, a Jauja tem uns sabores interessantes e diferentes e é isso que chama atenção por lá. Não vou sempre, mas sim quando me dá vontade de tomar o helado de chocolate puro deles, ou uns de frutos rojos. A Jauja é de Bariloche, então tudo que vem com frutas é melhor elaborado por lá.


Endereços:
- Tufic: Guatemala 4597, Palermo Soho - www.facebook.com/TuficHelados.
- Guardiola: Jorge Newberry 1967, Las Cañitas - www.facebook.com/holaguardiola.
- Elena: Cerrito 1455, Retiro - www.facebook.com/ElenaRestaurante.
- Cía de Chocolates: Segui 3551, Palermo Chico - www.facebook.com/ciadechocolates.
- Arkakao: Pte Quintana 188, Recoleta - www.facebook.com/Arkakao.
- Jauja: Cerviño 3901, Palermo Chico - www.facebook.com/Helados-Jauja.

Volta e Elena são meus preferidos. E o de vocês?

Top 5 Motivos para Você Não Vir a Buenos Aires

16 de dez de 2013

Tem muitos blogs que eu curto, um deles é o Pra Ver em Londres. O Pra Ver é comandado por dois jornalistas brasileiros que passam temporadas na cidade em que - realmente - os sonhos viram realidade. 

Dito isso, eu leio demais eles e amei um post que eles bolaram chamado 5 Motivos para Você Não Vir à Londres e resolvi fazer um inspirado para Buenos. Vejamos:

Só tem Carne para Comer
Realmente, só que não. Buenos tem tanta opção de comida que quero gritar - mesmo - quando alguém diz qeu aqui só tem carne ou que a comida não é boa. Eu até tento não por tanta dica gastronômica, mas cada dia que passa eu acho que Buenos é uma viagem suppppperrrr de comilança.
Já mostrei aqui vários restaurantes italianos, de comidinha natureba, zilhares de café e frutos do mar. Tem opções pra dar e vender.


Não vale a pena para fazer compras
Amém, isso é muito bom. Buenos nunca foi uma viagem para compras. E mesmo assim se você quer comprar, troca no câmbio negro que vale a pena, como eu digo nesse post aqui e nesse outro aqui.

É muito perto, não é viagem internacional
MAS EIN! Isso deveria ser uma vantagem. Várias pessoas já me disseram isso. E aqui acho que imagens valem mais que palavras:






Em 2 dias você conhece tudo
Se você é do tipo que vem num final de semana e depois sai reclamando, nem vem. Tá cheio de gente que vai ao Caminito, San Telmo e Centro e acham que isso é Buenos Aires. Nunca nem ouviram falar de Barrio Norte, Palermo, Cañitas, Acassuso, Villa Crespo, Colegiales, etc. Eu moro aqui há quase 9 anos e ainda não conheço muita coisa.

Buenos vicia
OMG, isso é verdade! Buenos vicia tanto que você nunca vai se cansar de voltar pra cá (:



Amamos Bue.

El Chino

12 de dez de 2013

Em Buenos Aires, na maioria dos bairros você encontra um mercadinho a cada 3 quadras. Abrem de manha, fecham depois do almoço e voltam lá pelas 5. Mas ninguém chama o mercado de mercado, chama de CHINO! 


Chino é o mesmo que chinês, e é porque os donos desses mercados são orientais - não sei dizer se são chineses mesmo, porque aqui tem muitos chineses, coreanos e taiwaneses. Nativos! A gente tem muito oriental brasileiro, com gerações anteriores também nascidas no Brasil, né? Pois aqui não tem, e os argentinos acham super curioso ao ver no Brasil orientais falando "português fluente" e trabalhando em "trabalhos normais", e não em um Chino. E aí, minha gente, é que num chino o bixo pega pra se comunicar. 


Imagina a cena: você que veio pra Baires passar uns dias com o espanhol limitado no "hola que tal" e quer fazer umas compras no chino. E aí precisa perguntar, com todo o seu portunhol fluente, por alguma coisa. Cadê que te entendem? 

Comigo aconteceu, continua acontecendo e sempre acontecerá. Nunca esqueço da minha primeira vez. Pedi BACON. Bacon, na minha cabeça  é universal. Todo mundo já meio que nasce sabendo o que é (e amando) Bacon. Mas não. Bacon em espanhol é panceta. Oi? Saí do chino sem bacon e sem panceta, por supuesto. Por mais tempo que você esteja em outro país (3 anos para mim), sempre vai aparecer a necessidade de usar aquela palavra que você nunca precisou usar antes. E se você não tiver sorte, vai precisar usar a palavra num chino, onde tentar explicar em espanhol não ajuda.

Mas aí, você sai de lá com o ego inflado. Porque né, sempre tem alguém pior - que no final das contas não é pior coisa nenhuma, porque veio de uma língua super JODIDA e tá aí, se virando de boas. Mas TUDO BEM, vamos nos iludir: sempre saio de lá achando que eles não notam o meu  sotaque e nem percebem que sou brasileira.

Aguante los chinos!

O que Fazer Quando Você Já Conhece Bue

11 de dez de 2013

Esse post é pra quem já veio a Bue, fez aquele tour básico de principiante e não quer nem mais pisar no Caminito e afins. Prestenção no que dá pra fazer depois disso (:

O pessoal da Buenos Aires 4U me mandou uma série de passeios legais fora da cidade de Buenos Aires (leia: bonosaires) que valem à pena. Tem para todos os gostos e bolsos. Curtiu? É só clicar no link direto que redireciona pra lojinha de compra no site deles.


Passeios Náuticos
Tigre: há quem ame, há quem odeie, mas uma coisa é certa: sabendo passear por lá é sinônimo de fazer um tour meio náutico pela cidade. A cidade não fica muito distante de Buenos Aires, são 30km só e dá para chegar de trem e ônibus.
Uma opção bem legal para quem vem com família ou entre amigos/ casal mesmo é passar o dia em uma das ilhas do delta. Tigre na real tem um delta bem interessante cercado de várias ilhas, e nessas ilhas existem alguns hotéis de escapada (qualquer dia faço um post disso) e recreos. Recreos são locais onde dá para passar o dia com quadra de esportes, piscinas, etc. É o caso do passeio que te leva a Ilha El Alcazar. É um passeio e tanto e você chega quebraaado, mas vale a pena. Vê ele aqui no link.
Outro tour bem interessante é o passeio de Tigre e San Isidro de barco. Além de passear pelo delta do Tigre, a embarcação te leva para San Isidro. Outra cidade super fofa de Buenos que eu adoro. San Isidro é bem querida, dá para passear legal por lá! Dá uma olhada aqui no passeio.
Para ver outros passeios por Tigre acesse esse link aqui.


Zoológicos
Eu sei que vocês amam ir ao zoológico. Mas se trata de um passeio de dia inteiro, portanto tem que se organizar, ok?
Uma opção é ir para o Zoo de Luján, lá que dá para mexer nos bichinhos, andar no elefante, no camelo, entrar na jaula do leão, etc. Acho que uma opção disparada e favorita entre brasileiros, seja de primeira ou quadragésima viagem. Mais informação do passeio no link aqui.
Outra opção, que eu curto mais, é um passeio de barco por Tigre combinado com o Zoológico Temaikén. Eu adoro o Temaikén, isso porque além do zoo ser super bem cuidado eles têm uma fundação de pesquisa em pró dos animais. Tem um aquário giga bem lindo lá dentro, acho que vale bem a pena. Dá uma olhada aqui no link pra ter mais detalhes sobre o passeio.


Dia de Campo
Outra opção que eu gostaria que vocês curtissem é passar o dia no campo. Pouco se fala da cultura gaucha do argentino, mas a real é que tem muitaaaa gente querida nos pampas de Buenos Aires. Muita parrilla, muito mate, muita gente simples e simpática. Por isso, os passeios de dia inteiro em alguma cidade do campo é não só uma baita leva de cultura local, mas também uma baita imersão na história - tem a mesma importância que o tango, diria eu.
Há várias opções de passeios de dia de campo que vocês podem olhar nesse link aqui. Todas elas incluem um dia gaucho, regado a comida e danças. Um dos passeios, inclusive, faz um tour pela cidade pequenina e cheia de detalhes, San Antonio de Areco (juro que aqui tem os m-e-l-h-o-r-e-s alfajores que vocês vai provar na vida, juro!), é esse link aqui ó.

Tem tanto de Bue para descobrir ainda (:

Meus Posts do Ano no Destemperados

10 de dez de 2013

Muita gente sabe, mas certeza que tem um povo que não: eu também escrevo pro blog Destemperados - uma plataforam cheiona de comidas espalhadas pelo Brasil. Eu sou food hunter de Bue para eles, e duas vezes por mês levo dicas gastronômicas da cidade pra lá. Confesso que eu conheço muitos restaurantes aqui, que nem sempre vem parar no blog porque não posso postar só gastronomia hihi. E muitos desses posts vão parar lá. 

Por isso, são tantos lugares legais que resolvi copilar os desse ano para vocês terem mais dicas de comidinhas na cidade. Se quiserem acompanhar, é só seguir a minha tag: www.destemperados.com.br/amanda-mormito. A seguir, então, meus posts. Cada nome e cada foto é um link e cada link te direciona para o post completo no Destemperados, ok?

Decata: tem sido um dos locais que eu mais tenho amado nos últimos tempos de café. Isso porque fica dentro de uma loja de décor tão linda que até emociona, brincadeira exagerei. Para ir com calma, aproveitar uma tarde tranquila. Eles tem um setlist delicioso que inclui o lindo do John Mayer.


Rincón Parrillerouma parrilla bem de bairro aqui da cidade. Super simples, sem frescura, com preço honesto e uma pitada enooooorme de cultura local.


Malvón: café clássico da Villa Crespo. Atenção especial pros brunchs daqui, vem deliciosos e cheios de esmero. A padaria deles é um sucesso também.


Dadá: restô que estou amando no Centro de Buenos Aires. É uma ótima pedida pra quem está pelo bairro e não sabe onde comer naquela bagunça. Provem o hummus, o morbier e o suflê de doce de leite que mata qualquer um. O dono daqui é a cara do Jack de Revenge.


Pony Lina & Elena: bar e restaurante do hotel Four Seasons. O Elena está fácil no meu top 5 de Buenos Aires sem sombra de dúvidas e tem sido o mais indicado quando me perguntam ''Onde comer comida boa em Buenos Aires?''. O menu deles é enxuto e simples, eu já provei o cabrito, cordeiro, raviole de ricota, etc. E os sorvetes deles são, sim, meus favoritos de Buenos. Batendo até o do Volta que eu amo tanto. Mas não é barato.


Oui Oui: quem não ama esse café fofo pelo amor? O Oui é um dos meus cafecitos que mais amo em Bue. A comida é simples e boa, sem frescuras. Tomar café da mahã aqui é pedir para amanhecer bem.


Dill & Drinks: quem me acompanha no Instagram, sabe o quanto eu fui meses atrás no Dill. Amo lá, amo a comida, amo os meninos que atendem. Só parei de ir porque tenho que conhecer outros lugares ahaha, mas indico de olhos fechadíssimos. LOCAL FECHADO.


Grand Cafe: foi uma descoberta bem delícia esse ano. Entrei lá totalmente sem maiores pretensões e caí de amores pelo lanche de salmão deles, e pela beleza do local. Nada de frufru ou mimimi que eu curto também, aqui a coisa é mais séria, pé direito super alto e comidas excelentes. Dos mesmos donos do Gran Bar Danzón e do Basa.


El Muelle: uma faceta minha que não vem parar muito no blog é que eu sou meio naútica. Passaria dia inteiro velejando pelo Rio de la Plata sem ter hora para voltar. Eu amo mar, não sou de praia, mas amo alto mar, e acho que por isso adorei o El Muelle que fica dentro do Museo de los Pescadores, na Costanera. As especialidades são os frutos do mar e uma bela vista pro rio.


La Panera Rosa: dos lugares para meninas, o La Panera vem cheio de crepes e waffles com Nutella para quem ama esse tipo de gordice.


The Argentine Experience: vocês sabem que eu amooooo demais o jantar do Argentine Experience, né? Vivo falando deles. Aprende a fazer empanada, alfajor, sai de lá cheio de vinho tinto nos dentes, um suuuuucesso.


Buenos Aires Market: famosa feirinha de comidinhas naturebas.


Bernata: eu não amava comida espanhola até ir ao Bernata. O menu deles acompanha uma senhora variedade de gin tonics que são o sucesso do local. Iria lá toda semana, aliás vou lá essa semana de novo. É simples, delicioso, sem segredos. E a melhor equipe para atender.


El Puestito del Tio: pra comer os famosos choripans argentinos. A barraquinha do Tio é a que eu mais curto.


Florería Atlántico: dos bares mais baladados de Buenos Aires, ir ao Florería é sinônimo de embarcar numa viagem de ida sem volta. Não acredita? Entra no post pra ver.


Ultra Bistrô: dos bistrôs chiques, límpidos e sem ostentação de luxo. Quero morar aqui. Ah, jardim com luzes natalinas. Já amou né?


Frank's: dos bares mais fodásticos de Bue. Desculpe pela franqueza.


Bar du Marché: o local é tão francês que tem mesas e cadeiras viradas pro lado da rua para ver a vida passar. Não duvidem quando dizem que Buenos Aires é a Paris da América Latina.


Compañia de Chocolates: já ouviu falar em degustação de chocolates? Então aqui tem. Já ouviu falar em uma das melhores casas de chocolate na América do Sul? Então, uma das casas é essa daqui. Tudoooo de doce na Cía é incrivelmente bom, eu juro! Amo também os sorvetes deles.


NOLA: restaurante a portas fechadas, na casa do casal. Experiência mais íntima não há. Uma mistura de gastronomia mexicana com pitadas de New Orleans, feito por uma chef americana e seu marido. Jantar cheio de gringos e a sensação de que você não está em Buenos.


Arkakao & Jauja: essas duas sorveterias são um sucesso, de verdade. A Arkakao traz sorvetes super cremosos e a Jauja umas combinações muito diferentes que vocês não encontram em outro lugar.


Le Pain Quotidiene: das filiais de sucesso e que devem ser incluídas nas paradinhas por aqui.


Meus posts de Lima também estão lá:
La 73: para comer churros e drinks diferentes.


Quispe & Mamaní: comidinha rápida e barata.


Segundo Muelle: onde os limeños gostam de ir comer. Quase explodi com tanta comida.


La Lucha: preferido so far de lá. Lanches mais deliciosos da minha vida.


Cala: para comer com classe vendo o sol no Pacífico, ambiente incrível.



Comi bem esse ano, viu?
SUBIR
Buenos Aires para Chicas . Todos os direitos reservados. © Maira Gall .