Saudades: Conexão Rio de Janeiro - Buenos Aires

11 de set de 2014

Fazia muito tempo que um post desses não entrava no blog. A ideia é simples: ajudar você a matar a saudades de Buenos no Brasil. Já tem por aqui dicas de como fazer isso em Porto Alegre, em São Paulo, em Curitiba e Brasília
Agora a Fernanda Castelo Branco, autora do blog Vontade de Viajar traz tim tim por tim tim o que fazer no Rio no caso da saudade apertar. Ela diz que buscou inspiração em Buenos Aires, mas que o roteiro ficou carioquíssimo! "São dicas passeios deliciosos não só para quem quer sonhar com Buenos, mas também para quem quer programinhas que são a cara do Rio".

O dia começa com um belo café da manhã na Confeitaria Colombo, irmã do Café Tortoni. Tanto uma quanto o outro foram construídos na “Belle Époque” que enfeitou o centro das duas cidades com a arquitetura Art Nouveau ao estilo parisiense. Logo ambos os cafés se tornaram ponto de encontro de artistas e intelectuais da época – se Carlos Gardel frequentava a bodega portenha, Chiquinha Gonzaga e Heitor Villa-Lobos tomavam café aqui. A Colombo tem uma filial no Forte de Copacabana, que também é bem legal, com uma super vista sobre a praia. Mas para se sentir mesmo no Tortoni tem que visitar a que fica no Centro do Rio, perto da estação de metrô Carioca.

Foto: Reprodução Site Oficial.

Se o passeio for no primeiro sábado do mês, a próxima parada é a Feira do Lavradio, na Lapa. Das 10h às 18h, a Rua do Lavradio ganha barraquinhas de quinquilharias e artesanatos originais, além de acessórios e roupas de estilistas independentes. As lojas de antiguidades e móveis restaurados também não faltam, tal como em San Telmo.

Foto: Vontade de Viajar.

Sobrados de fachada colorida e casas do século passado mostram um pouquinho da história do bairro que definiu o estilo do “malandro carioca”. Ainda hoje, a Lapa tem grande vocação boêmia, com uma enorme concentração de bares, e é destino certo de locais e gringos nas noites de sexta-feira.

O Café Havanna ainda não tem filiais no Rio, mas a gente pode encontrar o famoso alfajor em delicatessens como a fofíssima Deli Delicia, que também é um bom lugar para tomar café com bolo ou fazer uma refeição rápida – quiche com saladinha, sanduíches diferentes...

Para os verdadeiros cortes de carne portenhos, o lugar para ir é o elegante restaurante Tragga, no Humaitá. Empanadas perfeitas, chorizos e sobremesas típicas fazem sucesso – ainda que os preços sejam bem mais altos que os de Buenos Aires (uns R$ 100 por pessoa por uma carne, acompanhamento e vinho).

Foto: Vontade de Viajar.

Eu fui com uma amiga de família argentina, que assegurou a legitimidade do cardápio. Uns pediram tapa de cuadril de cordero, outros preferiram bife de lomo, e saímos todos muito satisfeitos! Para beber, cerveja Quilmes e vinhos de Mendoza, claro.

Foto: Vontade de Viajar.

Apesar de ser mais inspirado na culinária brasileira que na argentina, minha sobremesa de doce de leite preferida no Rio de Janeiro é o pastel Deleite da Bahia, da Cervejaria Devassa. As raspas de limão e as castanhas de caju em cima fazem uma combinação perfeita. Tem bares da Devassa em várias outras cidades do Brasil também, sempre uma opção legal para tomar um chopp à noite.


Mas quando o Rio está a 40 graus, não tem sobremesa melhor que sorvete. O Rio já tem 6 lojas Freddo, mas que tal experimentar uma versão bem carioca? O Sorvete Itália tem um sabor de doce de leite com doce de leite cremoso. Preciso dizer que é maravilhoso?


Endereços e Sites
- Confeitaria Colombowww.confeitariacolombo.com.br - Rua Gonçalves Dias, no 32 - Centro.
- Feira do Lavradio: www.facebook.com/FeiraRioAntigo - Rua do Lavradio - Lapa.
- Deli Delícia: www.delidelicia.com.br - Rua São Clemente, 114 - Botafogo.
- Tragga: www.tragga.com.br - Rua Capitão Salomão, 74 - Humaitá.
- Cervejaria Devassa: www.cervejariadevassa.com.br. Filiais em Copacabana, Barra, Centro, Flamengo.
- Freddo: www.freddobrasil.com. Barra, Leblon.
- Sorvete Itália: www.sorveteitalia.com. Em Copacabana, Tijuca, Bangu, Barra, Ipanema, Leblon, Gávea, Arpoador, etc.

Muito delícia e é legal ver como uma cidade tao nada que ver com Buenos tem mucho que ver ehehe. Fer, como os argentinos dizem, super obrigada pelo post! Sigam ela nos seguintes endereços para dicas não só do Rio, mas de todos os outros países do mundooooo.

Vontade de Viajar
www.vontadedeviajar.com
www.twitter.com/VontadeDeViajar
www.facebook.com/vontadedeviajar
www.plus.google.com/+Vontadedeviajar
www.instagram.com/vontadedeviajar

7 comentários

  1. Sabe onde eu me sinto super em Baires também, no Café do Odeon, na Cinelândia. Vou te dizer que me sinto mais em BAires ali do que na Colombo. Ok que a Colombo é tipo o Tortoni mas ali no Café do Odeon, me sinto como em outro café em Buenos... :-)
    E um lugarzinho bom assim pra tomar um café também é o Cafeína. Não tem toda a temática de Buenos, mas é bem delicia também (apesar de meio caro).

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  2. Chica, adorei! Foi uma delícia buscar inspirações de Buenos Aires aqui no Rio, aproveitei demais fazendo todos esses passeios ♥

    ResponderExcluir
  3. Recomendo MUITO o "Tango", no Flamengo. Abriu esse ano e é muito bom! http://vejario.abril.com.br/comer-e-beber/bares/tango-788106.shtml

    ResponderExcluir
  4. Eu incluiria O Rei das Empanadas em Copacabana.

    E devo ter dado azar pois quando fui no Tragga(assim que voltei de Bue pela primeira vez) a carne não se parecia em nada com a da Argentina.Vou dar um voto de confiança.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rei das Empanadas é lo más grande que hay aqui no Rio! Adoro tb! :-D

      Excluir
  5. sabado estarei na confeitaria colombo.... preparando o coração pra buenos aires!!!!

    ResponderExcluir
  6. Li ótimos elogios ao restaurante Pobre Juan, localizado no Village Mall, Barra da Tijuca! Culinária argentina e ótimas carnes! Estou louca para experimentar! rs Saudades de Buenos Aires! A confeitaria Colombo no Forte de Copacabana é realmente maravilhosa! Vale a pena o visual!

    ResponderExcluir

SUBIR
Buenos Aires para Chicas . Todos os direitos reservados. © Maira Gall .