10 Motivos que me Fazem Pensar em Ir Embora de BUE

23/09/2014

Vamos falar de realidade porque nem todo dia se resume a cafézinho no Pani, nem passeios no parque 3 de Febrero e nem tragos no Florería Atlántico. 

Como boa expatriada e estrangeira em terra alheia, sempre bate aquela coisinha de "nossa, será que vou morar aqui pro resto da vida?". Deus, esse resto da vida assusta, viu? Eternidade, pra sempre, etc. Credo. Bem, pensando pelo lado negativo da coisa, eis aqui os motivos pelos quais EUUUU, AMANDA, iria embora de Buenos Aires. Fui bem organizada e separei por lógicos e psicológicos. Porque se bem Argentina tem problemas eu também vejo os "meus".

- Motivos lógicos

#1. Vai crise, vem crise
O povo aqui já está acostumado, mas é cego quem não quer ver que Argentina vive de ciclos em ciclos que geralmente duram 10 anos. Céu, terra, céu, terra e assim por diante. Dá pra fazer planos a médio prazo? Tá sonhando! Ainda que seja muito sonho de brasileiro ter a casa própria, chega uma hora que você precisa de estabilidade. Nisso vem sempre aquela coisa da desvalorização da moeda que é outro motivo pelo qual eu iria embora.

#2. O peso que não tem peso
Se bem quando a época não é de crise intensa o peso valorize um pouco mais, já é costume argentino comprar moeda estrangeira (aka dólar) para manter a economia, isso existe faz séculos e não vai mudar cedo. O que gera com essa desvalorização do peso? Mais limites de compras no exterior porque a demanda cresce e não tem dólar pra pagar, cias aéreas que deixam de voar para região porque não temos moeda para cancelar a dívida, impossibilidade - quase - de viajar. Não dá pra comprar moeda estrangeira quando você quer ir pra fora. Sei que o povo vai dizer que pode sim e tem que ir na AFIP (órgão que controla a venda dos dólares e etcs), mas a real é que pouquíssima gente consegue comprar 100 dólares que seja. Daí você vai nas cuevas da Florida, alimenta o câmbio paralelo, e paga uns 15 pesos por cada dólar (fica juntando dinheiro pro resto da vida pra poder viajar).
Ou senão paga com cartão, o governo controla tudo e engole 35% de IOF. Ah, a nova moda agora é que vão implementar uma medida pra controlar - mais ainda - nossas compras lá fora, pesar a tua bagagem quando vai e volta pra comparar.




#3. Inflação
Ainda sobre termos econômicos, não tem país que mais tenha inflação que esse aqui. Ok, eu estou exagerando e não consultei nenhum órgão oficial (mas melhor não), mas a desse ano já está na beira dos 40% e nem estamos em outubro ainda. Imagina terminar o ano pagando 40% a mais em tudo e o salário tendo reajustes (quando tem) de 15% a 20% anual?

#4. Salários e empresas e férias
Por falar nesse mundo corporativo, tem muita empresa fechando aqui. Eu já disse isso em outro post, mas a realidade é essa e se bem tem bastante emprego freela, quem pensa em carreira não gosta muito do panorama. E falando em mundo corporativo também, 10 dias úteis de férias ao ano ninguém merece né? Se bem a gente tem feriado, não conta. Porque se você tem um cliente gringo, tem que trabalhar e outra: quem pode viajar legal tendo um dia a mais agregado no final de semana?
Você só tem mais dias de férias se tem 5 anos de antiguidade no trabalho, mas por exemplo, se você muda de trampo com 4 anos de empresa, na outra empresa por teoria, terá 10 dias úteis ainda. Isso é negociável? Aham, é, mas em linhas gerais e por lei, é assim.

#5. Não dá pra saber se vai melhorar
Você pega tudo isso que eu falei e não dá pra saber quando a coisa vai melhorar. Aliás essa semana, American Airlines avisou que vai deixar de vender passagens de e para BUE, British diminuirá a frequência de voos de e para BUE, a South African já não opera mais por aqui para Joanesburgo e etc.





- Motivos psicológicos

#6. Falta de paciência/ educação
Argentino tem bem menos paciência e é bem mais mal educado que brasileiro, juro, mora aqui pra ver. E por conta disso, você/ eu fica mais propenso a não ter paciência também. Fulaninho foi mal educado com você, você vai ser mal educado com ele também. E é meio que unanimidade: sempre que eu falo com as minhas amigas brasileiras que moram aqui, todas concordam que ficamos mais impacientes porque porteños são mais impacientes e você quer tudo pra ontem, nada presta, tudo é ruim, dramático (tipo esse post ahahah). 

#7. Saudades
Daí é pessoal, ainda que seja perto, família e amigos são tudo né? Isso abafa um pouco se você tem alguém aqui. Mas ainda assim, não substitui. Junta isso ainda com a dificuldade que é alugar um ap aqui (que eu deveria ter colocado nos motivos lógicos) tudo o que você, às vezes, é tua casa.



#8. Cerco fechado
Buenos é ótima de viver, mas outra característica dos argentinos que a gente agrega também pra vida é: BUE melhor em tudo, meio barrista, sabe? Tipo, existem outras milhares de cidades incríveis, mas porque você está em BUE só aqui presta. Eu estava assim, tenho amigas que estão assim (e tem consciência disso). Se fechar nunca é bom. Bue é ótima, mas outras cidades também são.

#9. Egocentrismo
É a característica que eu mais abomino no pessoal aqui. Se bem a gente aprende a conviver, dá pra contar nos dedos de uma mão os porteños que são humildes. Não confundir, por favor, com educação/ simpatia, etc. Uma pessoa pode ser simpática, divertida mas não humilde. 

#10. A vida é muito curta para morar num lugar só
Fim.

O quanto você sabe de gírias porteñas?

20/09/2014

Tá ociosa/ o? Faz o teste que eu preparei pra saber o quanto voce sabe de gírias porteñas! Posta o resultado nos comentários ahhaa.



Se o link não funcionar, acesse pelo: www.snack.to/qh3q1lqi. Buen finde!

8 Motivos que Justificam a Loucura dos Argentinos com a Primavera

19/09/2014

Não é de hoje que argentinos amam a primavera. Quando eu cheguei aqui até me assustei com o fato de além de ser feriado no colégio (pelo dia do estudante) o povo sair para fazer pic nic nas diversas praças e parques da cidade. Eles não só amam primavera (digo, primavera meia estação não o verão insuportável que temos por aqui) como ficam loucos - de verdade - quando a data se aproxima. Separei algumas situações que retratam isso:

#1 Pic Nic nos Parques
No dia da primavera os colégios não funcionam e isso faz com que muitos jovens se desloquem até as praças e se divirtam durante a tarde. Logo, fica a dica: se você for sair para lugares públicos, prepare-se para o caos.

#2 Jacarandás
Está cientificamente comprovado que a primavera é - também - a MELHOR época para visitar a cidade. Muito disso se deve aos jacarandás que florescem na cidade fazendo tudo ficar muito mais lindo e fotogênico. E também é assunto de todos os dias de todos os jornais da cidade. Assunto de todos os turistas e moradores, de fotógrafos e etc.


#3 O Amor pela Meia Estação
Argentino, em geral, odeia frio. Isso porque boa parte do ano é necessário usar casaco, leia-se de março até meio de setembro. Argentino é desses que vai veranear mesmo nas nossas praias e ficam meses, e além de serem suuuuper branquelos, ficam da cor do pecado em menos de uma semana com os pés na areia. Faz 13 graus e eles já comentam "Que fresco está el día", algo como "que friozinho". Etc. Como isso te afeta? Simples, os jornais quando falam a previsão do tempo tendem a maximizar o efeito primaveral. Então para padrões argentinos, 15 graus é calorzinho já, e eles dizem "Que lindo está el día, primaveral". Para parâmetros brasileiros ainda é frio, portanto não se iludam com a emoção da mina do tempo quando ela fala que lindo que tá o dia porque na real, com 15 graus tá todo mundo comemorando aqui.

#4 As músicas
Ainda sobre a previsão do tempo em rede nacional, os canais de televisão exageram na animação. Leia-se: depois da previsão do tempo eles colocam um reggaeton, samba, a coisa vira zuera never ends de tão animados que eles ficam com o aumento de temperatura. Essa semana, na previsão diária, eles até colocaram um texto embaixo na legenda que dizia "Chau, invierno no te vamos a extrañar" (Tchau, inverno. Não iremos sentir tua falta).


#5 O Uso da Primavera como Data
Argentinos tem mania de relacionar o fato com épocas do ano. Do estilo: tal coisa aconteceu na primavera passada. Como eles ficam mais animados com a época de calorzinho, estão mais propícios a fazerem loucuras. E é quando, então, rolam mais coisas doidas dignas de histórias para marcar a vida. O que esperar disso? Mais gente nas baladas, bares, parques, na costa de Buenos Aires, mais festas, mais álcool, etc.

#6 Menos Cigarro
Argentino fuma muito. Em linhas gerais MUITO mais que brasileiros, mas algo legal de comentar é que eles diminuem demais a quantidade quando chega a primavera. Ao modo de ver deles não condiz fumar quando o dia "está tan lindo" ou quando "hay calorcito afuera". Todos amam.


#7 Mais Sorvetes
Mesmo que no inverno a quantidade de sorvetes ingerida seja grande, nada como a primavera para dar uma melhorada nisso. É normal casas de helados como Volta, Freddo, Persicco lançarem sabores novos e limitados durante a época. Além disso, é muito mais comum ver doces frutais. Eles deixam um pouco de lado o chocolate, por exemplo, fica porque "muy pesado para el calor".

#8 Mais Simpatia
Magicamente a maioria das pessoas ficam mais simpáticas na primavera e isso é a MELHOR coisa dessa estação.

Alguma dúvida sobre qual a melhor época para vir a Buenos Aires?

Top 5! Coisas Normais De Argentinos no Namoro

17/09/2014

Ai, resolvi fazer outro post comportamento - cultura local - azaração. 5 coisas que são completamente normais que os argentinos façam, estando namorando. 

Sair de balada com amigos
Aham. Balada aqui não é sinônimo de pegação - ainda que seja difícil se acostumar com isso, na nossa cabeça. Argentino quando sai com amigos para balada não é porque - necessariamente - quer pegar. Então ainda que seja OIIIIIIIIIIIIIIIIII?, aceite que isso pode rolar enquanto tu estiver namorando com um porteño e que tem argentina que leva isso numa boa. No caso de não aceitar
mesmo a saída, chama pra conversa e explica. Ojalá que adiante.

Não mudar os planos com os amigos por tua causa
É. Se o bofe já marcou de sair com os amigos antes e você chama ele para ir ao cinema, ou fazer qualquer outra coisa, saiba entender que ele vai te dizer "no puedo ir, porque ya tenía planes". Aqui é bem comum que não se misturem grupos de amigos, e sair de casal pode rolar mas nem sempre. E não fique chateada se o bofe disser não, eles preservam demais as saídas individuais e amigos são tudo para eles. Ok?

Não perguntar se você chegou bem em casa
Talvez isso não se aplique muito para casais mesmo, porque o cara sempre acompanha a mina até em casa (ou deveria). Mas é normal sair para um date com um porteño e vocês se encontrarem em tal lugar já (sem antes ele passar na tua casa pra te pegar. Aliás raros porteños têm carro e quando passa para te pegar é de táxi). Às vezes pode rolar de, depois da saída, vocês pegarem táxi separados e ele não te acompanhar até em casa ou nem ao menos perguntar como tu chegou.


O não uso de aliança
 Aliás, são poucos os países nos quais casais (sem serem casados) usam aliança. E é uma tendencia que cada vez mais perde adeptos. Mas saibam que aqui o pessoal não usa não.

O castellano
Ainda que existam coisas ruins (quando nao existe?) ele vai te chamar de "mi amor" e dizer "te quiero". E ainda vai tentar falar português pra te agradar.
SUBIR
Buenos Aires para Chicas . Todos os direitos reservados. © Maira Gall .