Chicas Brasileiras que Fazem Bonito Aqui, Parte II

16 de mai de 2014

Ano passado eu peguei um dia para poder falar sobre três mulheres guerreiras que são um arraso em Buenos Aires. A Mariana quem tem o Hotel Querido por aqui, a Adriana super fotógrafa de festas e casamentos pela marca Adriana Carolina Fotografia, e a Mariana que tem a Docinni, que é uma designer maravilhosas de festas. As três são puro charme e foi uma delícia poder falar um pouco sobre elas nesse post aqui, tanto foi que resolvi trazer hoje outras três meninas que estão deixando sua marca na Argentina.

Ciana, Redatora & Apresentadora & Locutora Freelancer. 

A Ciana começou a sua trajetória profissional em 2007 na Globosat, quando morava no Rio de Janeiro.
Quando surgiu uma oportunidade de joint venture com uma empresa e era necessário se mudar para Buenos Aires ela logo se interessou, e nunca tinha nem vindo à Buenos antes. Sendo escolhida ela desembarcou aqui como assistente de produção e programação. Um ano depois acabou passando em um casting para um programa de rádio da Embaixada do Brasil e começou a apresentar o programa.
Ela ficou por um ano e meio com a empresa que a trouxe para Buenos Aires e logo conseguiu trabalho como produtora e redatora no Disney Channel, que segundo ela, foram anos muito felizes (own). Nesse meio tempo, ela começou a pegar trabalhos de locução e dublagem. Chegou a fazer propaganda, voz de desenho e locuções para a Warner.
Ela disse que teve sorte de conhecer muita gente querida e de fazer trabalhos bem legais, juntando isso ao fato de gostar bastante da cidade, vocês tem a razão pela qual ela acabou ficando em terras porteñas. Ela já mora em Buenos há 7 anos e acha que passou muito rápido (é verdade que o tempo voa!). Depois do Disney Channel ela trabalhou em uma agência de publicidade e hoje é redatora, apresentadora e locutora freelancer. A Ciana também deu uma entrevista mais completa para uma amiga dela nesse blog aqui. E se você quiser conhecer mais sobre o trabalho dela acessa o: www.soundcloud.com/cianalago.


Paula Cimini, Funcionária de Multinacional
A Paula nasceu com um problema físico, mau formação congênita (a perna direita era mais curta - 13 cm do que a outra, e além disso ela não esticava), por conta disso, para se locomover era necessário ter o auxílio de uma muleta. Quando tinha 8 meses de idade a mãe a levou paro o Rio de Janeiro para fazer uma cirurgia e ver se era possível esticar a perna, o que ocasionou em uma cirurgia sem sucesso. Outra cirurgia, sem sucesso, também foi feita com 3 anos de idade e com 9. Então, com 4 anos a mãe dela comprou 2 muletas e no mesmo dia ela começou a andar com apenas 1. Ela diz que "durante toda a minha vida, a usei, fiz de tudo, tive uma ótima criação, meus pais me criaram como uma criança sem nenhum problema".

Com 26 anos ela conheceu o atual marido argentino, pelo Orkut (quem lembra do Orkut? Hehehe). Ele foi pro Brasil com os amigos no carnaval e ela foi com os dela, se viram e gostaram. Nisso, ele comentou que fazia 1 ano que o seu pai havia sido amputado devido ao diabetes e perguntou se ela não poderia tentar recorrer a isso, "mas eu não estava interessada. Afinal, minha vida era ótima e eu não tinha nenhum problema com isso."

Durante dois anos eles mantiveram o relacionamento a distancia, até que ela decidiu largar o emprego e chegar à Buenos Aires em maio de 2008. Em 2009 uma empresa multinacional a chamou para trabalhar na área administrativa, onde ela pode conhecer muita gente e no meio disso começou a pensar em colocar uma prótese que era muito caro e "se fosse para cortar a minha perna que seja para colocar a melhor que existe. Mas, eu não tinha grana para colocar a melhor, afinal estamos falando de meio milhão de pesos...".

Com o tempo ela foi crescendo na empresa e foi promovida com 10 meses lá dentro como Supervisora de uma área e tinha 6 pessoas a cargo. Em 2011 ela decidiu encarar a cirurgia. O médico a viu e disse que ela teria chances de caminhar bem e topou fazer a operação. A mudança de posição na empresa foi o que ela precisava para poder concluir isso, com um convenio médico melhor ela pode ser operada em um excelente hospital e ter tratamento prioritário, e a cirurgia não poderia ter sido melhor. Já com alta, ela foi atrás da prótese. Argentina, com problemas de importação, não estava trazendo a melhor disponível no mercado e ela entrou com um pedido de uma outra boa também. O hospital disse que o convenio poderia pagar 30% da mesma, mas uma semana depois ela recebeu uma ligação de que eles haviam aprovado a melhor prótese mecânica e ainda cobririam 100% do valor. A prótese demorou muito a chegar, 4 meses depois ela chegou e com reabilitação e depois de somente 4 sessões ela já andava sem muleta.

A empresa se encantou com a história dela e até fizeram uma matéria que saiu na página da cia a nível mundial, "contando minha história de superação e como a empresa contribui para a realização de um sonho. A parte profissional cada vez mais melhorava. E em Janeiro de 2013 me caso e no me seguinte me promoveram novamente. Mais gente a cargo, tudo perfeito... E agora juntamente com o meu gerente estamos entrando com pedido para a prótese sonhada (biônica). Para mim foi um sucesso profissional e pessoal ao mesmo tempo, ambos caminharam juntos! E em outubro faz 5 anos q estou nessa empresa." (Pensem em uma pessoa iluminada!)

Iara Torres, Funcionária de Capacitação e Desenvolvimento de Talento da Bimbo
A Iara chegou à Buenos Aires, 3 anos atrás. Em sua primeira viagem para um curso de espanhol ela acabou se apaixonando e se casou há uma semana (eba! parabéns). Com o amor na vida ela acabou decidindo fazer um mestrado na cidade mesmo e confessou que a chegada dela não foi fácil "dava aulas de português em muitas empresas, mas não era exatamente o que eu queria." Mas um dia em uma dessas empresas, ela foi parar na Bimbo Argentina e se apaixonou pelo ambiente, pelas pessoas e filosofia.

O mestrado que ela estava fazendo era de linguagem e comunicação e nisso decidiu enviar um e-mail para a o diretor de comunicação da empresa atrás de uma oportunidade. Ele, até então a agradeceu, a achou proativa mas não era o momento. "Eu realmente não desisti. Todos os dias cedo, meu primeiro pensamento era dedicado a isso, eu quero trabalhar na Bimbo."

O tempo passou e ela foi contratada como professora mesmo de português pela empresa, já que a Bimbo trabalha com o Brasil e precisavam dessa capacitação. Em 6 meses ela teve a oportunidade de poder passar metade do seu tempo encarregada da parte de Desenvolvimento e Talento da empresa. No dia 15 de Abril ela completou um ano na empresa, em Maio ela foi transferida totalmente para a área que ama e faz parte de uma equipe que coordena toda a parte de Capacitação e Desenvolvimento de Talento da Bimbo e Fargo na Argentina. Uma prova de quem quer, consegue :)

Gostaram? Acho incrível e fico super orgulhosa de várias meninas que são um exemplo aqui. Vou tentar fazer esses posts mais vezes. Beso y buen finde.

3 comentários

  1. Adoreiiiiii, ficou massaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

    ResponderExcluir
  2. Sensacional, Amanda! Mesmo pra quem já tem motivação, dá um up incrível...besos.

    ResponderExcluir
  3. Eu Amei e desejo a todas muitas Prosperidades!!!São Vitoriosas :D.Bjus

    ResponderExcluir

SUBIR
Buenos Aires para Chicas . Todos os direitos reservados. © Maira Gall .