Noches en Bus

21 de dez de 2012

Tanto que eu pego ônibus e tanto que eu vivo falando como é sempre uma experiência legal que vou acabar criando uma tag aqui no blog chamada ''noches en bus'' sem brincadeiras.

Acho interessante isso de contar pequenas históriazinhas da minha vida cotidiana pra vocês porque, além de eu notar que o blog virou um blog de lifestyle porteño, eu acho que só assim vocês conhecem realmente a cidade e as suas pessoas, ou personagens.

Eu brinco que sempre no bus rolam coisas inesperadas, e é verdade. Eu não sei porque, mas entendo que grande parte dessas surpresas acontecem porque o ônibus é um meio de transporte usado por todos em Buenos Aires, como já disse. Portanto, a quantidade de gente diferente que pega a mesma linha, por exemplo, é grande, e isso faz da viagem ser um tanto quanto enriquecedora.
Digo isso porque ontem, por exemplo, voltei num bus que o motorista cantava adoidado. E se você acha que alguém se importou, se enganou. Galera quase pirou nessa nova tendência que o motorista instalou pra abafar sono e cansaço ahaha.

Acontece que também, esses episódios raros e inesperados sempre rolam a noite. Ta aí uma razão pela qual Buenos é sim uma cidade bem noturna, e desde o meu ponto de vista, não tão apta para chicos mais chicos. Isso porque a vida aqui é tão tardia que, por exemplo, balada começa as 2h30 da manhã no mínimo, esquenta as 11h da noite, voltar para casa da balada só se for depois das 5h, voltar (num dia de semana) para casa a 1h da manhã tampouco é algo inusual. E nessa de pegar bus tarde (porque, repito, ninguém pega táxi) a gente se depara com muitas histórias interessantes.

Meu bus pós happy hour de ontem:
- Motorista cantando cumbia villera.
- Um casal começou a conversar do meu lado, detalhe: eles nem se conheciam.
- Todos os vidros do bus aberto o que dava a sensação de estar num carro de amigos curtindo um role na praia no verão.
- O povo que entra no bus parece que entra para uma festa, cidadão nem senta de frente para o assento, como deveria, já se senta de lado que é pra falar com quem bem entender mesmo.
- Sempre tem duas ou três amigas que entram rindo alto e dando gargalhadas porque estão bêbadas.
- Motorista nunca coloca o valor certo da sua viagem porque ele já está tão cansado que bota 1.10 pra todo mundo.
- Você pede pra descer e o motorista, de cansado e de bonzinho, pergunta em qual parada fica melhor pra você descer (mesmo que não seja a parada oficial do bus).
- Sempre tem alguém dormindo de boca aberta com os fones de ouvido postos.
- A maioria que viaja sozinho são meninas e meninos entre 24 e 30 anos.

Bueno, noches en bus.

4 comentários

  1. ooi menina.
    adorei seu blog!
    vivo na irlanda, já viajei pra alguns paises, como frança, inglaterra, chile... tenho um blog falando sobre todas as minhas viagens!
    quero morar na argentina, começar a fazer faculdade aí. vc sabe algo sobre?
    ah, sobre os argentinos serem meio grossos, naum se preocupa, pq os europeus tb são, vc não é a unica q sofre com isso viu
    bjs
    se puder visite meu blog, será bem vinda: www.martinanasviagens.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Martina! Teu nome é bem de argentina já ahahha.
      Então eu ainda devo fazer um post sobre facu!

      Pode deixar q vou ver teu blog :)

      Excluir
  2. Arrasou no blog, amei! Acabei de conhecer, devo ter lido metade de uma só tacada. Parabéns e obrigada pelas dicas! :-)

    ResponderExcluir

SUBIR
Buenos Aires para Chicas . Todos os direitos reservados. © Maira Gall .