Turismo do Papa: Onde Jorgito Foi

18 de mar de 2013

Se houve algo que me surpreendeu na semana passada foi essa história do Papa. Geral achava que quem levava essa era ou o cardeal italiano ou nosso conterrâneo, Claudio. Que nada, bem come quieto mesmo quem levou foi o Jorge Bergoglio

Jorgito, com todo meu respeito (claro), é mais conhecido agora como Francisco. E bom, já que estamos vou comentar nesse post aqui as minhas impressões pessoais dessa nova era na Igreja Católica, a reação dos argentinos e também, porque no, um turismo do Papa pela cidade que o viu nascer.

Jorge e os pais. Foto: Reuters e AP.

Quando Jorge saiu  na sacada ninguém acreditava né: a timeline inteira do facebook e twitter parecia narrar uma final de Copa do Mundo. Enfim, a partir daí começaram as brincadeiras: umas boas e outras, infelizmente, de mau gosto. Eu quero ser bem imparcial nesse post para não dar polêmica.

Mas o que realmente me chamou a atenção foi a reação dos argentinos. Uma mistura de orgulho com surpresa; e eu diria que só nas primeiras horas a Igreja aqui ganhou mais adeptos. Muita gente reclamando da sua postura, muita gente amando que o Papa pegava subte e que é super simples. Enfim, divergências vão haver sempre, como tudo na vida. Foi surpreendente também, na minha família, quando descobrimos que minha irmã (veja só) foi crismada pelo Papa. Ual, né?

Missa na Catedral de Buenos e Bandeira no Obelisco. Foto: La Nación.

Enfim, caminhar pela cidade hoje é pedir para ver bandeiras Papais penduradas nas sacadas juntamente com bandeiras da Argentina. Não era de se esperar menos.

Mania de Papa: em Roma e na frente da Catedral de Buenos. Fotos: La Nación.

Jorge, como a maioria dos argentinos, é filho de imigrantes italianos, de família que trabalhou duro, estudou em escola pública, entrou para o seminário com 21 anos depois que perdeu um dos pulmões devido a uma doença respiratória. E hoje é Papa, quem diria. A história para contar é imensa e não vou me estender muito, mas vale dizer que ele é torcedor do San Lorenzo hehe. Quem quiser saber tim tim por tim tim da história, o La Nación fez uma matéria bem legal e completa aqui.

Há opiniões diversas sobre o novo Papa, mas geral aqui acha que ele vai mudar muita coisa no país. Seja para dar mais ânimo pros argentinos, para confrontar a Cris ou para criar mais polêmica. Na MINHA opinião eu acho que ele tem mais carima e afeto do povo que a Presidente e o povo está vendo nele uma esperança, seja ela qual for.

Enfim, vamos então mostar alguns cantos da cidade por onde o Papa passou:

- O Jorge nasceu em Flores. 
Flores não é um bairro muito turista porque simplesmente não é. Mas para quem quiser ir na raiz do Papa a rua dele é a Membrillar 531 (acho que daqui a pouco vão abrir essa casa para visitas). Perto da casa dele, ele costumava jogar futebol na Plaza Brumana com ozamigo. Quando ele era sacerdote frequentava a Igreja Santa Francisca Javier Cabrini (rua F. Bilbao 2141). Mas foi mesmo na Basílica San José de Flores  (Rivadavia 6950) que ele diz que recebeu o chamado do além e decidiu virar padre.

Basílica San José de Flores.

- Subte Linha A. 
O Papa sempre pegava essa linha para trabalhar. Os antigos vagões de madeira, hoje, foram trocados. Mas a linha está bem bonitinha.


- Torcedor do San Lorenzo.
Não era o estádio mais lindo do mundo, mas pros chicos era até legal ir fazer uma visita no antigo estádio que chamava ''El Viejo Gasómetro''. Sim, se chamava porque já demoliram. A nova cancha do time fica em Almagro.

- Universidad e Colegio Salvador.
Eu achei legal porque é minha facu (uhu). Ele deu aulas no Colegio e foi Reitor de uma das sedes da faculdade.

- Catedral de Buenos Aires.
Talvez seja o local mais turístico de toda a sua história: foi lá que ele foi nomeado arcebispo de Buenos Aires e era ali que ele trabalhava. A Catedral fica bem na Plaza de Mayo.


O Papa dividiu sua vida aqui em Buenos entre Flores, Villa Devoto (onde começou o seminário), a faculdade Salvador e a Catedral da cidade.

Outro passeio na mesma onda, mas que não tem nada a ver com o Papa e sua vida em si é a Tierra Santa. A Tierra Santa é um parque temático (único no mundo) religioso. É legal porque é bem diferentinho e tem umas paisagens bonitas. Vai vendo:


É legal :) para saber mais infos sobre o parque acessa aqui.

Agora vocês sabem mais do Papa argento!

7 comentários

  1. A Salvador é aquela que fica na Callao, a umas duas quadras da Santa Fé?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A igreja do salvador fica na Avenida Callao y Tucuman. Essa foi a minha facultade de Direito.
      Outra coisa a o novo estadio de San Lorenzo nao fica no almagro e sim no baixo flores ao lada da favela 1-11-14

      Excluir
    2. Rafa, tem várias sedes da Salvador. A que ele trabalhou foi a da Callao :)

      Excluir
  2. Eu fiquei super feliz com a escolha do novo Papa!! Ele é muito carismático, humilde, simples e me afeiçoei a ele muito mais do que ao antigo Papa Bento XVI!!
    Estou até animada para tentar acordar 5 horas da manhã e acompanhar a missa!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que traga luz, sendo católica ou não, que traga esperança, né?

      Excluir
  3. Lá vou eu causar outra vez!!

    Amanda, entendo que você esteja bastante empolgada com o fato do papa ser argentino.Porém, você prometeu ser imparcial no post, mas deixou a desejar neste quesito. Esqueceu de comentar que o papa é um grande crítico do governo K (governo este que impulsiona grandes avanços sociais), que faz parte do alto clero e isso faz dele um representante da ultra-direita, que se diz muito preocupado com os pobres, mas como representante supremo da Igreja que só sabe prestar assistencialismo, pois quem quer ver a radicação da pobreza se dedicaria em apoiar políticas de esquerda que promovem e priorizam o povo. Esqueceu de falar que as madres e abuelas da praça de Mayo se cansaram de procurá-lo para denunciar os crimes da ditadura e sempre se encontraram com as costas de Jorge, hoje Francisco, representante mor da instituição ECONÔMICA mais antiga e corrupta da história da humanidade.

    Com todo o meu respeito, mas opino que o fato do papa ser argentino implica um grande atraso em questões maravilhosas que vínhamos presenciando por aqui, como o casamento igualitário, descriminalização do cultivo de consumo pessoal da maconha (questão pública e não pessoal, devo aclarar) e uma série de avanços sociais serão danificados pelos moralistas de plantão que agora terão o aval do povo maravilhado com o papa argentino...

    Espero não ter ofendido ninguém!

    Saludos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ligia, não ofendeu. Eu simplesmente não coloquei essas informações para não criar polêmica e também porque eu não tenho total domínio do assunto.
      Prefiro não comentar questões de política e o intuito do post era realmente mostrar pros interessados onde o Papa passou enquanto morava em Buenos.

      Agora, na MINHA opinião, eu não acho que vão haver mudanças dramáticas aqui na Argentina. Assim como também acho que nunca vamos ver um Papa que apoie casamento gay ou o uso da maconha. Isso não é opinião pessoal é só uma observação. Eu como cidadã estou contente sim com esse apoio que o governo faz, principalmente com a questão do casamento igualitário. Mas o Papa, como representante de uma religião clássica e com as diretrizes bem definidas, raramente vai apoiar isso.
      Repito, não acho que isso vai mudar na cidade. O casamento gay aqui, assim como a liberação da maconha para uso pessoal e todos esses avanços sociais uma vez implementados, são difíceis de serem tirados. Mesmo porque ele tem apoio só moral, não tem poder de mudar as políticas do país, né?

      Beijo e comente sempre. As opiniões estão aí para serem ouvidas :)

      Excluir

SUBIR
Buenos Aires para Chicas . Todos os direitos reservados. © Maira Gall .