Xaveco Argentino vs. Brasileiro

11 de mar de 2013

Olha, sempre me pedem esse post aqui no blog mas, eu simplesmente não sei como fazer. Eu tento não generalizar e sempre digo que os posts são em base as minhas desastrosas experiências amorosas. Enfim, vou tentar.

Que há MUITA diferença no xaveco do argentino pro brasileiro isso é verdade. Acredito, então, que a melhor maneira de explicar isso é com exemplos. UFA!

A lábia
- O argentino é mais chamuyero (leia: xamuxero). Isso quer dizer que ele fala, fala, fala, fala, fala... Até uma hora que NÃO dá mais.
É bom porque: poxa, você só fica com a pessoa se te interessa mesmo, se você vê que tem coisas em comum e se rola mesmo uma química.
É ruim porque: numa balada, por exemplo, você não quer ficar falando o tempo inteiro. Ou até mesmo em um bar, né? As vezes a música está alta e não rola ficar falando de política, por exemplo (ainda que seja interessante, tem hora e lugar para tudo).
Conclusão: ele pode ficar falando contigo a noite inteira e ver que não rola química e cair fora sem nem te dar um beijinho. Ou pode ficar falando contigo a noite inteira, ficar contigo (nesse caso, ele vai pedir teu telefone ou faceboook - se depois ele vai ligar ou não, isso eu já não tenho como explicar, e tampouco entendo).

- O brasileiro na lábia é beeeem mais direto. Se ele aproxima, é porque - no mínimo - ele te achou gatinha.
É bom porque: não tem enrolação. Gostou, curtiu, partiu pro abraço.
É ruim porque: muitas vezes você nem sabe com quem ficou. Não sabe nem um nada da vida do cara, só o nome e olhe lá.
Conclusão: brasileiro vai pra balada-bar pra pegar mulher. As vezes eu tenho impressão de que o brasileiro nem se interessa pelo o que a mulher fala, mas é só impressão e não vou generalizar, ok?

Ou seja, argentino fala muito, brasileiro de menos. Uma mistura seria o IDEAL. O cara vai, chega, conversa um pouco e parte pro finalmente.


Só no olhar 43
- O argentino, como eu já disse em outros posts, pode te olhar a noite inteira. Ele curte essa coisa do flerte, isso porque além de ser mais dramático é também, mais romântico.
- O brasileiro olha já com cara de safado. E se ele te olha e você olha de volta, esquece meu bem, em 5 minutos ou menos ele vem falar contigo.
Conclusão: nem preciso explicar que argentino provoca raiva as vezes. Ele pode te olhar a noite inteira e ficar com a menina que está do lado dele. Agora pro brasileiro você apenas passa o olhar e nem pode respirar que o cara já está ali do lado. Tranquilo, chicos.

O chega mais
- Quando o argentino se aproxima ele tende a ser mais galante. Isso é, vai dizer que ''sos hermosa'', que ''tenés lindos ojos'' ou ''sonrisa''. E começa a perguntar ''que haces'', ''donde vivis''. Até que se encanta pela brasilidade da pessoa em questão ou se assusta.
- O brasileiro já tem mais borogodó. Capaz começa a falar contigo e já te pega pelo braço, já põe a mão na cintura. Vai vendo né...

Ou vai ou racha
- Na hora que a conversa do argentino acabou e rola aquele silêncio, ou ele vai embora e não fica contigo (vai entender porque). Ou ele inventa alguma coisa para poder te beijar. Sério? Sério. Exemplo:

Amanda: ''Uhh, ese trago es muy salado. Como que re queda el sabor de la sal en la boca''.
Boludo: ''Querés que te lo saque?''.


Entenderam? Mas isso depende de você também fia, se você vê que vai rolar tenta pensar numa desculpa ahahah. Agora se mesmo com algumas desculpas ele não se toca, vai embora tu.

- O brasileiro raramente vai sair porque ele já está ali conversando com você, e se ele está conversando então é porque vai rolar, relaxa. Na real, não precisa inventar nem desculpa. Qualquer hora ele meio que te pega mesmo.

Durante a night
- O argentino se te pega na balada, raramente vai ficar contigo a noite inteira. Porque se há algo que caracteriza os hermanos, é essa coisa de companheirismo. Se ele foi com os amigos dele, então vai ficar com os amigos. Capaz que ele te beijou, pega teu tel e depois na balada mesmo te envia uma mensagem pra se encontrar depois. Mas pode ser que ele fique contigo sim a noite inteira, isso é: não vai ficar beijando e fazendo carinho ein, vai ficar dançando contigo. Até uma hora que você se irrita de tanto dançar e vai sentar.

- O brasileiro já é mais cavalheiro e fica contigo a noite inteira. Mesmo que ele no fundo queira outra coisa, ele te acompanha mais.

Bueno, ainda temos muitos pontos para comparar e estou aberta a sugestões que vocês podem colocar aqui embaixo. Eu acho que no final das contas um meio termo seria excelente, ahahah, mas levando em conta que isso não existe, fica aqui MINHA opinião:

Os argentinos são mais românticos, mas mais complicados e tem menos ziriguidum. Muitas vezes não sabem como envolver, mas bater papo com eles é demais... Coisa que eu sinto falta nos brasileiros. Não são todos que estão abertos a papo legal e já querem logo partir pro vamo ver, ainda que quando te envolvem, te envolvem. Mundo: faça-me homens galantes argentinos com borogodó brasileiro, gracias.

54 comentários

  1. Isso me fez pensar de cara numa conversa que estava tendo com uma amiga argentina. Ela foi passar o carnaval no Rio comigo e ficava surpresa em ver como as pessoas se pegavam rápido, sem conversa. Aí teve uma hora que mandou pra um cara meio argentino meio brasileiro que estava lá: "hay que trabajarme". E eu morri de rir. Por que, né, carnaval, gente. Mas elas são assim. E, por isso, os homens acabam ficando nessa de papinho. Tem horas que é legal, mas, sinceramente, ficar conversando por duas horas na night pra dar um beijinho de despedida no final é fogo, né. Prefiro aproveitar melhor essas duas horas de outro jeito. hahaha

    Mas é aquilo, né, na night é melhor pegar de cara (afinal, desde o início vc sabe se quer ou não). Mas, na "vida real", é legal ter alguém que converse mais, claro. =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi, eu sou argentino e ach oque o que voce falou esta perfeito, a gente nao é lerda, o problema sao as mulheres argentinas que nao gostam de ficar rapido, elas querem que o homen fale fale, trove, etc. voces acham que nós os homens nao gostariamos de pegar rapido? nossa eu adoraria, mas tenho que falar quasi a noite enteira para poder pegar um telefone ou com sorte um bejinho.
      beijos

      Excluir
    2. ah então tá tudo explicado,as mulheres argentinas que fazem um draminha básico,eu já imaginava..

      Excluir
    3. histeria argentina...atinge todos os gêneros.

      Excluir
  2. Mundo: faça-me homens galantes argentinos com borogodó brasileiro, gracias. Perfeita frase.

    ResponderExcluir
  3. Amanda, apesar do blog ser para chicas, bem que você poderia escrever um pouco sobre como as argentinas são na balada. Além disso, adoro seus posts sobre a cultura local. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Amanda. Pode até fazer um "argentina vs. brasileira", que nem esse post, vai servir para os brasileiros e os hermanos também. Sou chico, mas acho o seu blog muito bacana! Parabéns!

      Excluir
    2. Hehe preciso de chicos que queiram contar histórias!

      Excluir
  4. da bíblia buenos aires para chicas:

    "Mundo: faça-me homens galantes argentinos com borogodó brasileiro, gracias."

    amém!

    ps: se você não desistir, uma hora o mundo atende. juro. ;)

    ResponderExcluir
  5. hahahha é isso que eu falo!
    Quando conheci meu namorado aí na argentina, ficamos horas e horas conversando na balada, e depois de muito papo, ele cria coragem.. haha
    Mas eu acho bacana! Gosto disso, e não gostava do jeito dos brasileiros xavecarem, ele pegam muito, e já querem te levar embora... não curto...
    Acho que por isso gostei do jeitinho argentino e confesso que me cativou haha

    Quando você relatou o argentino e brasileiro Durante a night, eu não vejo nada disso no brasil...
    Quando era solteira, os caras ficam e vão com os amigos ou vão atrás de outras, meus amigos também eram assim... Já na argentina, os caras ficam ali com elas até tarde e ainda te levam em casa, sem avançar sinal!

    Mas no geral você relatou super bem hahah Adorei :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No BR os caras vão pra balada pra pegar né, aqui pra bailar ahaha.

      Excluir
  6. Adorei seu post, Amanda. No Carnaval desse ano fiquei com um argentino e posso dizer que as coisas aconteceram em grande parte como você descreveu.
    Desde o início da festa, ele estava me encarando, o que me matava de vergonha, já que sou tímida. Depois de um pouco de vodca + energético (não bebo, mas resolvi arriscar no dia), passei a retribuir os olhares. Depois de séculos, ele veio até mim e ficamos, mas não passamos a festa toda juntos. Ele sempre retornava para a roda dos amigos, até que num momento, ficou com outra menina.
    Nesse momento, um dos amigos dele quis ficar comigo e por mais que eu dissesse que não poderia ficar com ele, por já ter ficado com o amigo, ele repetia "Pero él está con outra". Mal me livrei desse, veio o outro amigo. De novo, os mesmos argumentos de ambos os lados. Por fim, o cara que tinha ficado quis ficar comigo novamente. Eu não quis, claro. Acabei ficando com outro, brasileiro mesmo.
    Dessa história toda, ficou uma dúvida: os portenhos são "fura olho"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tb preciso saber isso, Amanda!
      [rs]
      Pra eles é normal um amigo ficar/namorar com uma mina que um amigo ja ficou/namorou?
      Acho que nao hein...sao machistas demais pra tamanha evoluçao! No se...

      Excluir
    2. Cara..muito estanho isso,porque aqui eles são sempre muito cheios de "códigos" como eles falam,tem gente que nem pode falar que a namorada ou ficante do amigo é bonita e talz. Eu nunca vi esses fura-olho aqui né..mas..nessa vida tem de tudo.

      Excluir
    3. *con otra

      Juro que aconteceu do jeito que estou dizendo. Vai ver que por estarem no Carnaval de Salvador tenham deixado certos "princípios" de lado...

      Excluir
    4. Gente, acho que a resposta é simples... Para os argentinos e para muitos outros estrangeiros, a mulher brasileira é fácil... Eu já estive em outros lugares e já conversei com gente de diferentes lugares e o que eles pensam a respeito da gente é sempre o mesmo... Infelizmente, é assim que vêem a mulher brasileira e muitos estrangeiros vem passar férias no Brasil pensando muito nisso...

      Excluir
    5. Olha eu acho que argentino é sim mais fura olho quando curte mesmo a mina. Aqui não tem mto disso de não querer ficar com fulana pq ciclano pegou, ok? Mas tbém tem isso de que a maioria acha que somos fáceis :(

      Excluir
  7. Gente,que post maravilhoso,não tem como ser mais verdade,é tudo assim mesmo amanda! Eu gosto desse jeito romantico deles e repeitador,deve ser porque eu sou bem tímida rs! me sacana una duda,o que significa ponele? ouço muito e não sei o que é! besos

    ResponderExcluir
  8. Ahhhhh, sucesso esse post, num te disse? ;) Deus atendeu as minhas preces, haha

    ResponderExcluir
  9. E como falam, né? Gente, horas de papo bem agradável, pra depois o cara dizer: "preciso encontrar meus amigos, me dá seu facebook, gostei muito de falar com você".
    Seriously?! Hahahaha Juro que levei um tempo pra me recompor nesse dia. Pensei que ele tinha namorada OU o problema era comigo. Vai ver era né, vai saber...
    Faço do seu desejo ao mundo o meu também! :)

    ResponderExcluir
  10. Amanda... esse seu blog fala por todas nós que nos envolvemos com argentinos...definitivamente, a mais pura verdade isso ai.haha

    ResponderExcluir
  11. Acho muito engraçado esses posts. Eu também moro aqui há muitos anos e tenho uma sensação completamente diferente. Talvez porque eu JAMAIS frequentei baladas, não gosto de jeito nenhum. Sempre frequentei o ambiente roqueiro under, e aí amiga é que o babado pega. Com todo respeito aos que gostam, mas homem de balada não me resulta atraente para nada, nem na Argetina, nem no Brasl e nem na China. De todas as minhas experiências com homens argentinos jamais sofri com esse "problema". Talvez não seja exatamente os argentinos, e sim os "argentinos de baladinha". Olha só, foi nas noites roqueiras porteñas que encontrei o meu rock star mais maravilhoso do universo. Baterista, tatuado que me pediu em casamento ajoelhado na frente de toda a minha família e hoje temos o bebê mais lindo do planeta. Oi? Tudo isso por frequentar a night roqueira under porteña. Sim, senhoritas. E BOROGODÓ nunca faltou, totalmente o contrário.

    Conselho: Se vocês gostam de homens com atitude de verdade, com borogodó e com o jeitinho de príncipe dos argentinos, FUJAM CORRENDO DAS BALADINHAS E BARZINHOS DE PALERMO E REGIÃO. Depois não digam que não as avisei.

    "Obrigada Nossa Senhora dos Roqueiros Deliciosos e Amorosos, pela graça alcançada"

    Ps: Amanda sos una genia, nena. Me cago de la risa con vos. Aguante este blog!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh...Ligia.....louvado seja lo Señor...gracias por su post...me ajuda muchoooooooooo!! ajajajajaj e las chicas tambien...eu senti isso tb tudo que disse...creio que los roqueiros tem um ""algo a mais"" jejejejejeje....en algunos meses voy volvier...creio que tenho que ir a um showzinho de rock pra contar poder contar alguma experiencia!! que seja boa...me aguarde...bjo

      Excluir
    2. quero saber é onde tá essa ceninha under exatamente...

      Excluir
  12. Ligia me passa o endereço desses bares roqueiros pleaseee, não pelos chicos mas pelo rock msm... preciso de um pouco de rock 'n' roll na minha vida mas não rock 'n' roll argentino, por favor! Bjs

    ResponderExcluir
  13. Oi Amanda vai por mim... é melhor conhecer um argentino porque aqui no Brasil a homarada só quer saber de pegar e nada mais... e se vc não quer ficar de cara com ele porque tua intenção é conhecer a pessoa melhor eles simplesmente esquecem que você existe (te acham metida...). Romantismo e cavalheirismo são raríssismos aqui. Até quem namora é difícil ver um homem ser gentil com a mulher. Com o passar dos anos é pá-pum. Quem me dera um homem romântico, elegante que gostasse de ouvir o que eu penso e olha que eu normalmente não falo quase nada. Aqui no Brasil a maioria não está interessada em saber o que você pensa... Não querem este tipo de intimidade e sim "aquela" outra. Tenha fé e paciência porque linda você já é. E por falar nisso os argentinos são infinitamente mais bonitos que os brasileiros e tb mais gentis e galantes e isso faz muita falta aqui. Homem que chega chegando para mim é desânimo na certa. Já aconteceu comigo e não curti. Prefiro uma noite romântica mesmo...porque o borogodó rola sim e como rola!bjs jú. Saudades de buenos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahah acho que tá complicado em qqler lado viu?

      Excluir
  14. acho que seria bacana vc comentar sobre o pós 'ficada', ou seja, o complicado rolinho argento (que pode durar meeeeeeeeeeses) e por fin, o namoro, que tb é bem diferente do brasil, na minha opinião.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olha, quandooooooooooooo eu chegar nessa etapa eu faço post ahahaha. bjo.

      Excluir
  15. Amanda, muito divertido esse seu post. Definiu bem os dois lados...resta saber quem prefere o que, né? Eita dureeeeza!! Ah, e adorei o tal do ziriguidum hahaha.

    ResponderExcluir
  16. uhahuauhuha estou adorando isso! Acho que dei sorte então,com o "meu" argentino teve conversa e abraço na medida certa e borogodó!hahaha Só acho que poderiam ser menos dramáticos! Tem hora que não dá! Mas vou te falar que aqui a situação tá "braba" brasileiro ficar com vc a noite inteira??? raríssimos casos!Só se ele tiver a certeza que vai rolar uma finalização caso contrário...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahahah ihhhhhhhh tou desatulizada com brasileiros então!

      Excluir
  17. Gente, minha salvação pra entender meu rolo virtual com o argentino. Hhahaha. Além de tudo o cara ainda se importa com os meus sentimentos. Amigo, calma, eu só quero por a coisa em prática, dos meus sentimentos cuido eu! Genia!

    ResponderExcluir
  18. Peeeeeeena, que fui ver esse post, depois que fui pra Bue hahahha.. mas ajuda a entender muita coisa. Não fui pra baladinha, me arrepeeendo :( o pessoal que fui, não era de balada.. mas fica pra próxima, quando voltar. Bom que já sei as dicas de xaveco hahaha. Ah, e xavecada do hermano, acho melhor, mesmo que seja conversa..pq acho sexy isso de olhar e se interessar mesmo, pelo sorriso, dizer que você é linda.. eles levantam teu ego.Caro que,depois, se tem aquela quimica, é bom um beijinho né! Baladas brasileiras, o cara dança contigo, mal diz o nome e já quer beijar..calmafuo!

    ResponderExcluir
  19. Muchas, muchas y muchas Gracias Amanda!! Eu já estava me achando gorda, feia, fedida, com bafo ou qualquer outro adjetivo negativo dentro de uma balada.
    Sim, falta muito ziriguidun nesses argentinos!! O papo é bacana. É bom ter aquela conversinha. Mas haja assunto dio mio! E ainda mais para quem está mais no porto que no nhol como eu! hahahaha. Valeu por compartilhar suas experiências e alegrar meu pré-boliche (why the hell boliche??) de hoje!! :D

    ResponderExcluir
  20. Haaa algumas coisas não concordo sobre os homens brasileiros, vocês estão generalizando muito viu.


    Eu mesmo nunca e não chego em uma pessoa já cinturando e agarrando, fico conversando bastante......muitos amigos meus são mesma coisa.

    Aliás acho que nem sempre o problema são os "outros", já fiquei com uma menina na balada certa vez e ela disse que eu demorei muito pra beijar, vai entender vocês? eu heim...kkkk

    Amanda, eu comentei em outro post, foi você que apareceu em um programa de TV de brasileiros em Buenos Aires? vc foi em um estadio?

    ResponderExcluir
  21. gustei muy muy,

    agora com se faz para conquista uma mulher argentina.

    ResponderExcluir
  22. Nossa velho esse post é muito massa, eu amei!
    Conheci uns Argentinos... e é desse jeitinho que você falou, completamente diferente o contrário do homem brasileiro. Incrível!
    E eu amei conhecê-los.

    ResponderExcluir
  23. Muito bom seu blog Amanda, sou brasileiro, estou aqui a 3 anos, trabalhei muito na noite e posso afirmar que aprendi muito, e entender tudo isso foi uma das coisas que me passaram, você relatou bem.
    Eu acho que ajudei alguns argentinos com o ziriguidum brasileiro, e por fim saíram um pouco como este homem que você sugeriu perfeito.
    A cituaçao contraria, te digo que já me passou das duas formas, as vezes tive de chamuyar la chica un monton, y otras nem tanto, o casi nada jeje
    como diría o maestro, tudo é relativo.

    ResponderExcluir
  24. eu Brasileiro foi muito nas boliches em varias cidade em Missiones, eu chega nas chicas dança e logo rola... sou do velho ditado ROLA ou RACHA !

    ResponderExcluir
  25. eu Brasileiro foi muito nas boliches em varias cidade em Missiones, eu chega nas chicas dança e logo rola... sou do velho ditado ROLA ou RACHA !

    ResponderExcluir

SUBIR
Buenos Aires para Chicas . Todos os direitos reservados. © Maira Gall .