As pizzas e suas variações

6 de jun de 2013

Essa semana estou inspirada na comida, isso porque Buenos tem tanta coisa boa que, cuidado, você volta daqui com uns kg a mais. Mas pra vir e comer tudo isso que eu indico tem que comprar suas passagens aereas baratas para Buenos no Decolar.com, sim, meu jabá da vez. 

Enfim, ceis lembram da Nadja, né? Pois é, ela morou aqui em Buenos por muito tempo e de vez em quando vai fazer algumas aparições no blog. Hoje ela vem contando a diferença entre pizza, fugazzeta, fainá, etc. Acompanhem a chica pelo Se Vira nos (quase) 30!

Escrevo agora como ex-porteña, já que depois de 10 anos em Buenos Aires eu dei um "adiós" pras empanadas, pros taxis pretos e amarelos e pro Obelisco e voltei para o Brasil.


Aí esses dias fui a uma pizzaria aqui no interior de São Paulo e brinquei com meus acompanhantes que ia pedir uma fugazzeta con jamón. Puts, aqui não tem fugazzeta con jamón. Você deve estar se perguntando “que carajo é fugazzeta con jamón?". Calma, tia Nadja explica. Aliás, vou aproveitar o ensejo e falar sobre como funcionam as pizzarias tradicionais em Buenos Aires, pra quando você for em uma não ficar se perguntando o que é fainá, por que tem gente comendo de pé e, claro, o que é fugazzeta con jamón.

As pizzarias tradicionais mais famosas se concentram na zona central de Buenos Aires, especialmente na Av. Corrientes. Elas se caracterizam pela decoração despojada, por se gabar da idade que têm e, obviamente, pelas pizzas, que são meio diferentes das que a gente costuma comer no Brasil. Em geral, as pizzas lá não são feitas no forno à lenha mas sim no elétrico, e a massa é mais grossinha.

Uma coisa curiosa sobre essas pizzarias é que há preços diferentes para diferentes maneiras de comer: se você come em pé no balcão ou leva embora, é um preço; se você come na mesa, com garçonzinho e tal, é outro um pouco mais caro. Além disso, não é preciso pedir uma pizza inteira, eles vendem por pedaço (porción) - só que com menos variedades de sabores. Ah, e em todas tem empanadas também, claro!

Alguns itens do cardápio dessas pizzarias são fáceis de decifrar para quem não fala espanhol ou não conhece as peculiaridades gastronômicas argentinas (muzzarela e margherita dispensam tradução, né?), mas alguns são mais complicados. Fainá? Fugazzeta? Bom, vamos lá:


- Fainá é uma massa feita com farinha de grão-de-bico que se come em cima da pizza. Para quê? Também não sei. É um costume importado pelos imigrantes italianos que pelo jeito não se espalhou pelo Brasil.
- Já a fugazzeta é uma pizza sem molho, com muito queijo e cebola.
- Tem também a "fugazzeta rellena", que é uma pizza com duas massas separadas por uma camada generosa de queijo, coberta com muita cebola e, geralmente, presunto (a fugazzeta con jamón). Deve ter umas 19000 calorias por porção, mas é riquísima!

E onde se pode provar essas delícias? A minha preferida é a El Cuartito (Talcahuano 937), que é muito frequentada tanto por turistas quanto por locais – só não espere um atendimento maravilhoso dos garçons velhinhos de lá, principalmente com a casa cheia). Outra bem tradicional e maravilhosa é a Guerrín (Avenida Corrientes, 1368). Também há as cadeias La Continental e Kentucky, com vários endereços na cidade. Esses são só alguns exemplos, porque o que não falta em Buenos Aires é pizza boa!

Tem gente que ama, tem gente que odeia. 
Mas a real é que a fainá e a fugazzeta são deliciosas.
E ah, para junho, tem muitas promoções via Gol Linhas Aereas, com passagens a partir de R$480! E olha que junho é mês ideal para vir, não está lotado de gente e ainda é frio suficiente pra poder comer tudo isso, babando!

3 comentários

  1. Dessas comentadas acima experimentei a Guerrin... achei boa, claro... mas me encantei com a Ugi's! Tinha uma bem do ladinho do hotel e o cheirinho me puxava lá pra dentro cada vez q passava ali na frente! Pizza simples com um molho maravilhoso e muzzarela idem! E por 6 pesos o fatião (1/4 da grande)!

    ResponderExcluir
  2. Oi Amandinha!

    Fiquei triste em saber (pelo menos foi isso que concluí pela leitura do blog) que você não mora mais em Bue. Como assim?! Ah, Amanda... amava acompanhar seu blog, e me imaginava tanto morando em Bue... amo essa cidade. Poxa, a postagem caiu como uma grande surpresa. Faz assim não, vai contanto devagarzinho porque resolveu mudar pra gente poder se acostumar, pode ser?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ooops! entendi errado mesmo, não foi seu post e sim o da Nadja. perdón!

      Excluir

SUBIR
Buenos Aires para Chicas . Todos os direitos reservados. © Maira Gall .