Coisas que o Porteño Diz

1 de fev de 2013

Da série cultura local, tem várias coisas que os porteños dizem que acho super legais para poder dividir com vocês...

- Não tem dinheiro, mas está indo viajar como nunca.
Povo reclama que tá na pindaíba, mas sempre tá lá gastando horroes nas viagens. Eu juro, que não sei de onde, eles tiram dinheiro pra fazer isso. Reclama ano inteiro, final do ano vai a família de 7 pessoas pra Europa, passar um mês. Sem comentar que está cada vez mais difícil comprar moeda estrangeira, eu realmente, queria descobrir a fórmula do sucesso.


- Não gosta, mas demonstra.
Porteño é meio metido e não é comum que demonstre sentimentos, por isso, o faz com atitudes. Do tipo, no te quiero, mas te leva pra conhecer a família.

- Fala que vai fazer, e faz!
Nunca duvide do que um porteño diz, sérião. Porque se eles fazem é porque já estão pensando em fazer. ''Quiero hacerme un tatuaje en la cara''. Acredita que o cara vai fazer.

- Leva tudo ao pé da letra.
Eu vivo comentando isso no facebook do blog, mas né, vou lembrar. Do mesmo jeito que o cara fala e faz, ele acha que tudo o que você fala, você vai fazer. Tome cuidado ahahah.

- Discute qualquer assunto como filosofia de vida.
Porteño é um povo que sabe muito bem te ganhar na lábia. As aulas na faculdade não são muito didáticas e sim, pra sonhar na filosofia. Eles AMAM discutir, sério mesmo. Brigam, cada um defende sua postura e você acha que eles vão se pegar e começar a brigar, mas nada, depois está tudo bem e sai todo mundo junto pra tomar café ahaha.

- São muito preocupados com tudo.
Isso é porque eles são exagerados. Mas se fulano está com gripe, geral fala que ''Fulano, está podrido, pobre, re mal estaba el otro día''. Inúmeras ligações depois pra saber como Fulano está.

- Nos vemos.
NORMAL, falarem isso, mas não acredite muito que vocês realmente vão se rever. Isso é meio controverso com a coisa de falar e fazer, mas pro ''nos vemos'' isso não aplica.

- O uso incomum do hijo de p***.
Ok, sorry de você se assustou com a palavra, mas não tem outra maneira para explicar. O termo pode muito bem ser usado como algo HORRÍVEL, mas também como algo MUITO bom. Entendem?

- Carajo.
Ok, não te assusta de novo, carajo aqui não é palavrão. Até a Cris, Presidente, já disse isso num discurso oficial.

- Se não serve pra mim, então que se exploda.
Sim, eles são meio egoístas. Normal em uma discussão o cara explodir dizendo seu ponto de vista, e eles vão estar brigando por horas até descobrir a fórmula do entendimento perfeito ou do alguém tem que ceder.

Buenfinde!

16 comentários

  1. Adoro esse posts que você faz sobre cultura local! Os argentinos realmente parecem levar as coisas muito ao pé da letra, conversando com algum você já percebe isso de cara.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. ah, isso da viagem é bem verdade!! fui para Arraial d'Ajuda no fim de semana passado e a cidade estava tomada de argentinos! quede crise?! AHAHAHA

    ResponderExcluir
  3. Hahahaha, esse post matou a pau, Amanda! Ah, e posso dar meus 5 centavinhos? A parte das viagens sem dinheiro tem muito a ver com o "são muito preocupados com tudo" e o "fala que vai fazer e faz". Em Buenos Aires, reclamam que não têm dinheiro porque estão preocupados, mas quando botam na cabeça que vão viajar, usam de todo seu poder de lábia para realizá-la.

    E a parte do "não gosta, mas demonstra" é perfecta, inclusive hoje eu chego aí e amanhã já vou conhecer uma certa família. Assim, exatamente como você disse, hahahaha.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom! Algumas dessas coisas já pude constar! Sugestão: escreve qualquer dia sobre a linguagem quase incompreensível deles. Besos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendi a sugestão, Ju! Beso.

      Excluir
    2. Amanda, falava do jeito peculiar deles de conversar entre si... Uma espécie de daleto. Estive em um restaurante com um amigo portenho, uma vez e o que ele conversou com o garçon eu não entendi. Meu amigo me traduziu depois. É quase uma lingua paralela. Era disso que eu falava. Tenho ganas de saber de onde vem esse dialeto e algumas palavras principais. Acho que seria bem interessante. Não sei se já fez isso. Pode ser que eu não tenha visto. Beso.

      Excluir
    3. Acho que vc tá falando do Lunfardo, se for tem post :)

      Excluir
  5. Muito bom Amandinha. AMO ESSES POSTS.

    ResponderExcluir
  6. Hahahahah adorei o post! Adoro Buenos Aires e não sabia que existia um blog tão legal como esse! Virei fã número 1 agora ♥
    beso

    http://cumulonimbo.com

    ResponderExcluir
  7. hahahahaha muito bom o post, sou argentino e o que voce fala é tudo verdade, nossa di rissada de mi mesmo porque eu sou assim, aqui se discute por tudo até quasi brigar, nimguem vai desistir da sua idea, mas depois nao acontese nada e saimos todos juntos, isso acontese todos os finde semanas e tambem no trabalho, aqui gostamos de falar de politica e futebol demais, sao os principais motivos de discuçao, e tamben é verdade que o argentino sempre fala que nao tem dinheiro e depois tudo mundo viaja, no brasil sempe que eu vou o maior turista é o argentino, a formula de nao ter dinheiro e de viajar sao muitas, mas a mais conhecida é trovar para conseguir dinheiro seja como seja, o argentino quando quer uma coisa faz como seja, nao importa como, mas vai fazer. saudos a todos meus irmaos brasileiros os adoro

    ResponderExcluir

SUBIR
Buenos Aires para Chicas . Todos os direitos reservados. © Maira Gall .