Porque eu ainda estou solteira

8 de mai de 2013

Não sei bem se esse post é um desabafo emocional engraçado ou se é mais um relato da guia azaração do blog, mas acho que vocês vão se divertir, como sempre.


Desde que eu me entendo por gente nunca tive maiores problemas para conseguir carinhas. Eu nunca fui da linha fácil, tampouco da mais durona. Sob o meu ponto de vista eu estava ok: fazia uma graça, sem histeria e  partia pro abraço. Mas realmente não tive muiiiitos relacionamentos longos. O mais além que eu cheguei foram quase 3 anos. Enfim, esses dias um amigo argentino me perguntou: ''Amanda, porque você não namora um argentino?''. Aí eu ia começar a reclamar, como sempre, do chilique que eles têm mas não falei muito porque, poxa, meu amigo é argentino.

Aí eu disse: ''Ah, creo que es cultural.''
Amigo: ''Como cultural? Explicamelo.''
Eu: ''Qué se yo, son muy histericos. No sé, yo soy re tranqui, cero celos, cero 23 llamadas perdidas, cero peleas. Si estoy nerviosa simplemente no te hablo, pero no te estaré llamando porque tengo más cosas para hacer.''
Amigo: ''Bueno, ese es un punto.''
Eu: ''Qué? No ser histerica?''
Amigo: ''Sí y no. Tenés que entender que al argentino no le gusta la chica que es difícil, pero no necesariamente tenés que ser fácil.''
Eu: ''No entiendo.''
Amigo: ''Claro, un chabón te habla, vos porque sos más madura, le contestas y listo. Una chica argentina es más vueltera, por ahí le contesta mal, o sino ni contesta. O sino, al revés, le gusta tanto al chico que le da todo de una.''
Eu: ''Ah, mirá vos.''
Amigo: ''Ponele yo.''
Eu: ''Vos, que?''.
Amigo: ''Claro, una vez estaba de novio con una piba que me encantaba. No sé porque la mina se fue volviendo medio rara, viste. Pero me seguía gustando. Un día peleamos mal, y ella cortó conmigo. Y listo.''
Eu: ''Como que listo?''.
Amigo: ''Claro, quedó ahí.''
Eu: ''Boludo, nunca más le hablaste a la mina?''.
Amigo: ''No.''
Eu: ''Sos un tarado.''

Amigo: ''Por que?''
Eu: ''Si te gustaba la mina, sabés que estás sujeto a peleas siempre, porque no le diste un tiempo y despúes hablaste?''.
Amigo: ''Porque no voy a estar luchando por algo que ya fue.''
Eu: ''Como que ya fue? A ver, eso es algo que odio en ustedes: son tan exagerados y tan dramáticos que con una pelea ya estan hundidos.''
Amigo: ''Bueno, por eso te digo que no podés ser difícil''.
Eu: ''Qué? Me tengo que arrodillar y decirte: por favor, quedate conmigo?''
Amigo: ''Y no sé.''
Eu: ''Ah, son locos.''


Amigo: ''No somos locos, pensá que por ahí, somos más histericos que ustedes.''
Eu: ''No me digas que soy histerica. A ver, si a mi me gusta punto. Decime, che salgamos y voy. No quiero perder el tiempo invertiendo ganas en un chico que va a pensar dos semanas para invitarme a salir.''
Amigo: ''Eso es porque sos brasilera.''
Eu: ''Ves, como es cultural?''.
Amigo: ''Sí, tenés razón. Por ahí lo tuyo son los brasileros.''
Eu: ''No te digo que sean brasileros, o americanos, o cualquier nacionalidad, digo que en especial los argentinos me cuestan.''
Amigo: ''Jajaj soy muy graciosa''.
Eu: ''Jajajaj callate! No es para reirse, pará y pensá que en 8 años que vivo acá nunca pasé de 4 meses con un argentino.''
Amigo: ''Es un tema.''
Eu: ''Y bueno, ayudame, sos mi amigo. Mejor te entiendo, mejor entiendo a todos los demás.''
Amigo: ''Ok, que querés que te diga?''
Eu: ''No sé, boludo, cualquier tip.''
Amigo: ''Bueno, primero: es muy normal que una chica invite un chico a salir.''
Eu: ''Me estás jodiendo''.
Amigo: ''Sí ajaja. Bueno, parti del principio que no sé cuando, pero nosotros, los hombres, nos estamos volviendo histericos. Por ahí tenemos miedo de una chica que sea como vos, más directa.''
Eu: ''Pero, boludo, que tengo que hacer, no hablar directamente?''
Amigo: ''Podés hablar, pero tenés que bajar un toque''.
Eu: ''No entiendo''.
Amigo: ''Claro, un chabón siempre quiere estar con una mina que sea menos que el.''
Eu: ''Ah, claro, o sea que excepto que quiera salir con el chabón más copado de Buenos Aires, voy a seguir soltera por el resto de mi vida porteña?''.
Amigo: ''Ves, sos más argentina que yo, exageradaaaaa''.
Eu: ''Estoy aprendiendo de a pocos.''
Amigo: ''Jajaj, en algunos años aprendés.''
Eu: ''Mientras...''
Amigo: ''Mientras segui lo tuyo que está perfecto.''
Eu: ''Bueno, me RE ayudaste.''
Amigo: ''Es que ni siquiera yo entiendo, imaginate vos, pobre.''
Eu: ''Bueno, creo que sos el peor de los amigos para tips de levante.''
Amigo: ''Obvio que no, tengo a 4 minas a mis pies.''
Eu: ''Ufff. Ves, porqué sigo soltera?
Amigo: ''Porque no te ayudo?''
Eu: ''No, porque aunque sepa como levantar a casi cualquier chico que quiera, la mayoría es como vos''.
Amigo: ''Jajajaj, linda, te amo.''
Eu: ''Callate, Rodri.''


Bueno, se nem tem melhor amigo porteño pode te ajudar, é porque fia, seja louca como tu nunca pensou ser: assim você consegue argentinos.

40 comentários

  1. Se nem eles mesmos se entendem,quem sou eu pra entender? haha,amandinha,por mais que eles sejam lindos e maravilhosos,o jeito direto do brasileiro é bem melhor e bem mais envolvente,homem dramático é uma coisa.Parece que eles querem que a gente beije os pés deles e qualquer briguinha eles já querem terminar,não tenho paciência pra isso não rs

    ResponderExcluir
  2. São infiéis e ruins de cama, mas se sentem o máximo... se eu fosse você passava bem longe.

    ResponderExcluir
  3. Já fiz isso também...já tive loooongas conversas com amigos argentinos, e eles simplesmente não entendem, e nem nós. Não chegamos a nenhuma conclusão! Eles são histéricos, "intensos", e ao mesmo tempo têm receio de chegar numa brasileira, que é mais direta. Sim somos mais do tipo "se eu quero, tu quer, então a gente sai e listoooo". Affff tem que ter paciência heim.

    ResponderExcluir
  4. Amanda, você não tem ciúmes? Tem certeza que é brasileira? hehehehe

    ResponderExcluir
  5. ihhh, pior que achar homem no brasil não tem sido uma tarefa fácil, hahahaha
    qual nacionalidade poderá nos salvar ?

    ResponderExcluir
  6. Genteeee, adorei o post... é engraçado ver como eles realmente pensam. Sei que os porteños são creídos, mas pela conversa deu pra perceber como realmente funciona a coisa toda! Olha Amanda, não desanima viu, vai que um dia encontra com um chico metade porteño/argentino, outra metade brasileiro! hahahaha acho que é a saída! Sempre quis namorar um argentino, até porque já te falei que meu pai é argentino, mas moramos no Brasil. Então sempre que vou pra Buenos me encanto por algum porteño, mas ô coisa complicada heim! hahahahaha então mesma coisa pra mim, a saída é um meio a meio! hahahahaha
    E não pensa que aqui no Brasil tá facil viu, pra mim também tá complicado...não tá facil pra ninguém colega! hahahaha
    Besito,

    Gabi

    ResponderExcluir
  7. Acho que tive sorte então, porque meu namorado argentino é super tranquilo e sempre foi direto. Muito paciente, até em terapia de casal foi com ex namorada pra tentar salvar o antigo namoro, significando que não desiste fácil do relacionamento.
    Ele tem 35 anos, não sei se faz diferença a questão da maturidade também. Os amigos dele são super educados, tranquilos e perguntam sempre como ele conseguiu "uma brasileira" maravilhados. Uma amiga veio me visitar e ficou com um deles (super fofo) e olha que ela se faz um pouco de dificil.

    Não sei sobre todos os homens do Brasil, mas em Brasília a situação está feia. Todos argentinos que conheço são super educados, doces, tranquilos, cozinham etc.
    Nunca tentei a sorte na noite porteña, então não sei o que dizer sobre azaração

    Você é tão linda e simpática, não sei o que passa hehehhe

    Beso.

    ResponderExcluir
  8. amanda,

    encontrei seu blog há algum tempo, favoritei e de vez em quanto venho dar uma olhadinha. acontece que desde que "morei" um tempo em buenos aires - entre aspas porque só fiquei por seis meses - tive a sensação de que encontrei "meu lugar". voltei à minha cidade para terminar a faculdade, um monte de coisa aconteceu e os planos foram adiados, inclusive a formatura. agora estou no último semestre, o plano mental segue existindo, mas histérica que sou - talvez mais que eles - , prefiro dar um passo de cada vez. inclusive, vejo seu blog com pouca frequência pra evitar a ansiedade (histérica! histérica!), então só agora fiquei sabendo que mora aí há tantos anos. minha questão é: estudei espanhol enquanto estive aí, pero me olvidé de todo. SE tudo der certo e o diploma sair em julho, não sei se parto imediatamente em busca do espanhol perdido ou fico aqui estudando espanhol europeu (com grandes chances de ficar frustrada, já que pra mim aquele acento é errado!). Quero continuar os estudo aí, então preciso mesmo de algum domínio do idioma e as chances de encontrar um professor argentino pra me dar aulas são nulas onde moro. ¿que opinas?

    beijo,

    gabi t.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. continuar os estudoS*

      (e, nesse caso, em psicanálise. sou (quase) psicóloga, rs)

      gabi t.

      Excluir
    2. gabii, psico aqui é excelente, viu? tem que vir mesmo. beijoca.

      Excluir
  9. Menina, menina eu já te disse uma vez e vou repetir: Procurar homens "potáveis" nas baladinhas que você frequenta, é absolutamente um ERRO na Argentina, China e na Conchichina. Veja bem, toda regra tem sua exceção, pero você está diminuindo consideravelmente a sua chance de conhecer um HOMEM nesse meio enjoadinho. Fala serio, meu. Pare já de frequentar esses lugares "almofadinhas" e se joga no under porteño, sua louca. Conselho de amiga com experiência no assunto. Estou aqui quase o mesmo tanto que você e JAMAIS tive esse problema. Nos, mulheres brasileiras temos esse ziriguidum irresistível pros hermanitos e, opino que você entra no joguinho babaca desses caras babacas, simples assim.
    Com meu ex, namoramos por 3 anos e, sinceramente ele me cansou com tanta babação. E com o meu atual, veja bem, estamos juntos há 2 anos, temos um filhote lindo juntos e completamente enamorados. Sem procurar encontrei o típico argento gato, com charme porteño e swing que NENHUM brasileiro botaria defeito. Onde eu arrumei? Já disse: UNDERGROUNS, BABE! ROCK AND ROLL.

    Gata, na boa? RISQUE ESSAS MALDITAS BALADINHAS PALERMITANAS DE SUA LISTINHA DE "LUGARES A FREQUENTAR" E SE JOGA. Tenho certeza que existe um hermoso muchacho esperandote, nena!

    Besotes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ligia, joga na roda o nome dos lugares em que você catou esses bofes! Hahahaha!

      Excluir
    2. Botei fé Ligia! O conselho serviu pra mim também! hahahahahaha verdade, toda vez que fico um tempo em Bue é difícil eu ir em uma balada underground, e cá pra nós tem coisa mais linda que um chico underground? haha só não frequento porque meus amigos que vivem aí é que sugerem as baladas e eu vou na deles, e nunca é de rock... e olha que eu adoro o rock argentino. Mas da próxima vez não tem erro... hahaha
      Comentei ali em cima, que seria a solução um chico metade brasileiro, metade argentino, mas muita calma nessa hora, aqui está a luz do túnel para nós incansáveis, que se encantam com esses chicos até então problemáticos hahahaha
      Baladinha under eis a solução para nós Amanda, e para as outras chicas ;) hahahaha

      Besitos,

      Gabi G.

      ps: muito legal a sua história Ligia, muito amor e rock pra vocês :)

      Excluir
    3. LIGIA voce disse tudo!
      Deixe eu me apresentar primeiro...
      Sou Carolina, tenho 24 anos e moro em GREGORIO DE LAFERRERE (uma localidade de Buenos Aires, náo é Capital, fica a 40 min da capital).
      Vivo na Argentina a quase um ano e meio. Primeiro morei em cordoba e um Cordobes obes foi meu maior pesadelo, e agora estou aqui, feliz em Buenos Aires :)
      Eu sempre vejo voce Amanda, dizer que da chilique... Eu descordo nesse ponto! HOMEM da chilique e se ele é PORTEÑO da chilique duas vezes mais (Detalhe: Portenhos sao pessoas que vivem em CAPITAL, nao quem vive na provincia). Os Argentinos sao bem diferente dos Brasileiros obvio, mas eu nao acho que sejam piores... Na verdade eu ODEIO homem brasileiro e nunca namorei um (na verdade eu tentei mas foi decepcionante porque o Brasileiro nao é romantico como o Argentino, e o Brasileiro é um milhao de vezes mais infiel que o Argentino! O que acontece é que o Argentino tem isso de "Estamos Saliendo" e enrolam um pouco para colocar as coisas serias, e quando "solo estan saliendo" nao sao se preocupam em ser fieis. MAS... CONQUISTE um argentino, faca dele seu NOVIO e ele vai ser todinho seu, super fiel e ate mesmo muito devoto!!!
      O Cordobes foi um maldito, e eu vou generalizar sim, os Cordobeses sao pessimos em qualidade de HOMEM mas eu nao desisti e encontrei meu amor aqui em Buenos Aires!! Vivemos juntos e ele me trata como homem nenhum no mundo me tratou! Somos completamente enamorados *-*
      Meu TIP???
      FUJA de homens de baladinha de Palermo como a Ligia disse! Playboyzinho jà e um saco, imagina Playboy porteño??? "Faaa.. Me corto las venas nena" :P
      Serio, vc nao vai conhecer homens reais nesse tipo de lugar!

      Espero que vc encontre um carinha legal Amanda! Muito bom seu blog! Amei... seguirei voltando sempre. Muuuack

      Excluir
    4. Ligia, não sei de onde você acha que só vou em balada palermitana ahah.

      Excluir
    5. Ao menos é o que você "vende" por aqui, querida. Nada mais que isso.

      Excluir
    6. Fala serio, meu. Pare já de frequentar esses lugares "almofadinhas" e se joga no under porteño, sua louca. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH
      Ai meu deus, eu me divirto tanto aqui XD
      Ligia, vc é demais. Amanda, nós torcemos tanto por você <3

      Excluir
  10. ''No somos locos, pensá que por ahí, somos más histericos que ustedes.''

    TAL CUAL! ainda bem que eles mesmos sabem... ¬¬

    ResponderExcluir
  11. quase achei que era coisa da província onde tô morando, mas se eles são assim na capital federal, não há muita esperança, não, hahah.

    ResponderExcluir
  12. Assim, pode-se dizer que tenho mais sorte com argentinos que brasileiros. Nunca namorei um brasileiro, mas acredito que, pelo o que conta, pelo fato de eu ser "complicadinha" e ter uma personalidade meio catherine earnshaw e fazer cara de que "nem ligo", eles insistem. Acho que nem é questão de beleza, já que não me considero uma garota bonita, e nem era considerada no Brasil, mas o lance é mais a personalidade complicada que eu tenho, isto é, eles são loucos, Amanda. E detalhe: em todos os meus encontros em baladinhas em Palermo, nunca disse de fato a minha personalidade, só falo "soy de muy lejos." Quando eu comecei a namorar o porteño, só depois de 1 mês que revelei minha nacionalidade, e seus amigos ficam o felicitam, como quem diz "que suerte que tenes en tener a una novia brasilera!" Acredito que isso deixe um ar de mistério,o que ajuda e acaba os instigando. No mais, seja você mesma, e se não tá dando certo com esses carinhas de palermo, esqueça esses pelotudos de mierda. Baires é grande, e tem muitos boys magia e gente boa por aí.

    Beijo de sua fiel leitora ;)

    ResponderExcluir
  13. Nacionalidade, quis dizer.

    ResponderExcluir
  14. ihhhh os cariocas andam beeeem porteños então rsrsrsrsrsrsrs não tá fácil por aqui também, viu...

    ResponderExcluir
  15. Me diverti muito com o post.
    Sou brasileira e vou me mudar para Buenos Aires em julho. Por que? Ah! Porque eu simplesmente conhecí o cara mais legal do mundo... Onde? Em Buenos Aires... Embora seja filho de pai e mãe Uruguaios ele foi criado em Bs As.
    Sou do tipo de pessoa que já andou o mundo todo e te conto que fui me apaixonar justamente por um chico "argentino" kkkk
    Ele eh um grande homem e acredito que ele não seja o único que existe aí...
    Conheci ele num bar e te digo que eu tava chapada e muito alegre. Fiquei com ele apenas 4 dias e voltei para o Brasil. Um mês depois ele veio e ficou um mês na minha casa! kkkkkkkkkkkk
    Depois que ele voltou para bs as começou a confusão de vai e vem, choradeira no aeroporto, vida no skype e etc... Até que não teve mais jeito e nossa única solução para o caso? Casamento! Não sei o que me espera aí em Bs As, mas sou do tipo que se diverte vivendo a vida de uma maneira nada convencional!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. visitem meu blog e participem.
    http://mulheresde30modernas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. o meu argentino.. fui direta de mais.. e acho que eles nao estao acostumados.. estava com ele a 3 meses.. fui pro brasil e continuamos nos falando.. qdo voltei pra bs as trouxe regalitos para ele do brasil a noite foi linda e intensa e... acabou.... nao conversamos tem 2 semanas e meia.. e agora>> falei e fiz merda?? me ajudem???? acho que estava gostando deele..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A culpa não é sua, esse povo (homens em geral, brasileiros, argentinos, marcianos) é que são lesados e não sabem o que querem...

      Excluir
  18. E se eu tiver - já - cansada de ter paciência? Hahahaha tô vendo que pra morar em Bsas vou ter que ser bem mulher de mim mesma, e aceitar tanto foras, quando lerdices, quanto noites intensas soltas como acontecimentos isolados, e ir não me quedando triste. Argentinos tem muito isso de viver o hoje, né? E aí? As coisas não se tornam vazias?

    ResponderExcluir

SUBIR
Buenos Aires para Chicas . Todos os direitos reservados. © Maira Gall .