5 Coisas que eu Demorei pra me Acostumar

25 de jul de 2013

Ninguém é de ferro. Se mudar de cidade assim do nada pode ser bem complicado. Tem gente que não guenta o período de adaptação e vai embora. Ainda com tantas diferenças culturais, morar fora é o que há. Te proporciona uma capacidade imensa de mudar, de entender melhor muita coisa, de crescer de uma maneira que você não havia pensado antes.

Buenos nunca havia sido para mim, até então, um destino para ser visitado JÁ. Eu antes queria conhecer Europa, mas vim morar aqui por trabalho dos meus pais. Bueno, juro que passei um bocado de tempo me acostumando e quem me vê hoje e que me conhece há tempos, sabe que eu realmente comi o pão que o diabinho amassou, mas sobrevivi.


Isso porque uma das coisas que eu demorei a entender é a grosseria do povo daqui. Aliás, não posso chamar de grosseria. Diria que é mais esse jeito italiano de ser. Esse exagero de gestos, de gritos, de secura. Na real, é o jeito deles e até você entender que o fulano não está sendo grosso e que isso é o jeito dele ser, demora. Mas também quando você passa a entender e assimilar, vira um a mais hihihih.

Nisso tudo entre me acostumar e não me acostumar, eu JURO que essa coisa de morar fora só desperta um bicho dentro de você. Ou seja, outra coisa que eu não sei mais de consigo me adaptar é a viver a mesma vida que eu tinha antes. Confesso que, às vezes, penso em voltar para São Paulo. E ainda que eu não teria a mesma vida que eu tinha há 8 anos atrás, eu vejo que muita coisa lá não mudou. Principalmente o círculo de amizades e as pessoas que eu antes convivia. Digo isso porque a gente muda taaaanto morando fora, passa a priorizar outras coisas que acaba selecionando melhor o que nos faz bem.


Daí eu vou para São Paulo e volto com a mala cheia de café e feijão. Ainda que eu esteja super acostumada com a comida aqui e que, hoje, não veja muita diferença na alimentação, eu sinto muita saudades de: mamão, maracujá barato, Toddynho, Chocolícia, pão de queijo quentinho (eu sei que tem gente aqui que faz), Bisnaguinha Panco com requeijão, paçoquinha, guaraná, Fandangos. Heheh só porcaria, mas enfim, eu sinto saudades de umas comidinhas mesmo. Mas não morremos por isso. A gente adapta e aprende a cozinhar com o que tem. Quer dizer, só não dá pra plantar fruta, de resto...

Com comida boa adaptada, chega o frio e você tem vontade de comer mais, oh Deus! Frio, taí algo que eu sempre me adaptei bem, até ter que sair de noite na beleza e formosura pra balada ahaha. Ain que preguiça, no começo eu deixava de sair mesmo. Fique claro aqui que eu amo frio, acho que de temperaturas extremas muito melhor é aguentar o frio que o calor, mas sério: sair pra balada cheia de casaco e voltar com tudooo fedendo a cigarro é o UÓ!

E falando nisso, acho que até hoje eu não me conformo com a quantidade de gente que fuma aqui, jezuis!

Bueno, diferenças à parte, é tudo conjunto cultural de Buenos. Mas o que eu ODEIO mesmo é essa neura de ser esquelética. Paciência zero. 
Mas isso é divagação pra outro post. 

11 comentários

  1. e quem é nordestino então?
    Vou pra casa só como farinha,carne de sol...hahah
    Mas tmb sinto falta do fandangos,as pessoas te chamando de amor,meu bem e ser a coisa mais normal do mundo.De batatinha ruffles mais ainda,as frutas que não tem aqui...

    ResponderExcluir
  2. Amanda eu sei que nao tem nada a ver com o post, mas tenho uma curiosidade e voce poderia me ajudar? Conheci um argentino a alguns meses e conversamos muito (ainda que eu nem saiba falar espanhol direito e ele muito menos portugues) haha é engraçado, maaas a gente conversa muito e tals e esses dias ele me passou o facebook dele, e estava escrito lá : Máximo Paz, Buenos Aires, Argentina. Bom eu não vou pergunar o menino onde ele mora porque ele vai me achar doida seilá kkkk maas procurei saber e não entendi direito onde é isso, é um bairro? nao entendi se fica dentro de Bue ou fora..seila, nao entendi nada rs Eu sempre tive muita vontade de vistar ai, porque meus avos ja foram e adoraram, e agora tenho mais ainda e fiquei curiosa pra saber se tem algum chance de eu conhecer esse cara hahaha. E ah, tenho uma amiga que mora no bairro constitucion e provavelmente ficarei na casa dela..Bom minha duvida e sobre esse lugar, maximo paz, como e, onde fica e eh longe do centro e tals? e outra..sera que eu vou conseguir conversar com ele ? um porgunhol talvez? uahushuahs Obrigado, AMOOOOO o blog, acho que eu ja li tudo daqui kkk beeeesos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maximo Paz, es una Ciudad de la Provincia de Buenos Aires, que queda mas cerca del Aeropuerto de Ezeiza que de la Ciudad de Buenos Aires, para que tengas una idea debe haber 50 km entre el centro de buenos aires y maximo paz.

      Excluir
  3. Amanda, retornei de Buenos Aires na terça feira, descobri seu blog enquanto estava organizando a viagem e recorri a ele diversas vezes, fiquei apenas quatro dias mas aproveitei muito e me encantei pela cidade. Quando o avião decolou prometi a mim mesma que retornaria. Quero te agradecer pelas dicas maravilhosas, e pela capacidade que tens de nos tornar intimas de uma cidade que não conhecemos, ao chegar não tive dificuldades nem medo. Fiquei em San Telmo mas percorri boa parte da cidade e fiz muito do trajeto a pé, e a cada esquina um encantamento diferente. Gracias Chica!!! Recomendarei a todosm que forem a Bue o seu blog.

    ResponderExcluir
  4. Oi Amanda, estou chegando aí na quarta que vem, e queria saber se existe banco Bradesco onde eu possa sacar dindin...Cada um que eu pergunto tem me dito algo diferente....

    ResponderExcluir
  5. Adorei o post!!
    Também volto com a mala cheia de café e feijão XDDD

    Odeio os cigarros também!!!!!

    Com o jeito grosseiro do povo ainda não me acostumei....
    ainda fico toda sem graça quando o motorista do onibus grita com vc por ter colocar a Sube antes dele marcar o preço XD
    ou uma outra vez na padaria, quando fui perguntar o sabor da torta na vitrine e o velhinho gritou comigo, mandando eu esperar a mulher atender ele primeiro.... =/

    Mas concordo com vc, morar fora abriu minha cabeça demaaaais, também não sei se gostaria de voltar pra minha "antiga" vida XD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanta grosseria desse povo ahuahuahuah
      passei por uma situação assim na padaria também, e em roda de conhecidos...
      parece que é a maneira deles brincarem né, igual nos brasileiros temos o jeitinho brincalhão, não vejo isso neles ahauhauha

      Excluir
  6. Oi Amanda! Tambem moro aqui!

    O que ainda nao me acostumei?

    As barbáries que os homens falam pra gente na rua. As "cantadas" neh.
    A burocracia SEM FIM do pais. Tudo aqui é um parto.
    E o lixo. Amo BsAs e me da uma dor no coracao essa falta de educacao do portenho.
    Acho mais incrivel ainda, que nao existe nenhuma politica do governo pra mudar
    essa realidade.

    Beijos
    Adoro o blog

    ResponderExcluir
  7. Amandaaa, eu que o diga.
    Quando tinha 17 anos, deixei minha cidade natal e me mudei justo na época da faculdade, e entrei com a turma já formada, eu vivia chorando de raiva por ter me mudado, querendo voltar, mas no fim, não queria mais sair da cidade, passei 7 anos em Natal.
    E agora já estou planejando uma nova mudança, agora mais complicada, mudar pra argentina.
    Aprender a lidar com pessoas diferentes, comidas diferentes, que apesar de deliciosas, não tem quase nada do norte e nordeste do brasil.
    Sempre quando vou em buenos aires levo pra minha sogra algo do norte, ela ama e tenho certeza que vai me fazer ma falta danada quando estiver morando aí rsrs

    Mostrei essa sua postagem pro meu namorado, e ele morreu de rir.
    porque sempre que vou ai, digo que os argentinos (não meu namorado) são brutos, que respondem com grosseiras, o que me deixava mal hahahah, mas agora vejo que é a maneira deles.
    Coisa estranha pra um país tão próximo do Brasil né rs

    quando a moça do comentário acima (Érica) Eu já acho que no brasil as "cantadas" são mais terríveis. Tá, já passei por situações em BS AS bem chatas, de não querer mais nem sair de casa com medo de ir na padaria rs, mas acho que não é muito diferente do Brasil, acho que só da mais medo, por não conhecermos a cidade.

    Bjooos

    ResponderExcluir
  8. Quando fui a Buenos Aires também fiquei impressionada com a quantidade de fumantes.. Por todo o lado que olhava eu via um cigarro aceso.. Achei que fosse impressão minha, mas pelo jeito, é fato mesmo..

    ResponderExcluir

SUBIR
Buenos Aires para Chicas . Todos os direitos reservados. © Maira Gall .