A Buenos de Todos os Dias

9 de out de 2012

Esses dias eu li que tem muita gente reclamando do turismo em Buenos Aires: que a cidade está suja, perigosa e cara. Eu canso de falar no site o quanto eu amo essa cidade, acho que vocês até estão enjoados de ler. Mas eu estou aqui para dar a MINHA opinião sincera.

Primeiro: vir a Buenos Aires, ficar um final de semana e sair falando mal quando você só passou pela Casa Rosada, Caminito e Puerto Madero (que é show) é pura falta de noção, sorry por ser direta. Como qualquer outra cidade, em qualquer lugar do MUNDO, dois dias não são suficientes. E ponto.

Ah, a cidade está suja. Olha, realmente Buenos já foi mais limpa. Mas que cidade que cresce (no ritmo alucinante que Buenos tem crescido) sem ter um pouco de desorganização? Aqui, infelizmente, os protestos e as greves são parte da cultura local, e esse ano os lixeiros entraram em greve diversas vezes. Acontece que quando esses estão em greves o resultado é mais desagradável que o normal.

Violência. Eu já comentei nesse post aqui como é essa questão na cidade. Mas repito: que cidade grande não tem violência? E ainda assim, Buenos é bem mais tranquila que diversas cidades brasileiras. Argentina não é país de primeiro mundo, ceis sabem.

É tudo muito caro. Sim, até 2008 era uma maravilha mesmo comprar aqui. Mas hoje não é mais. Quem vem pra cá tem que vir pra conhecer. Uma coisinha ou outra comprar pode até valer a pena. E sim, tudo aumentou. A inflação foi e por um bom tempo será uma bela pedra no sapato dos argentinos.

Vir pra cá pra fazer pé de meia. Literalmente, NÃO vale a pena. A não ser que você ganhe muito ou cobre em outra moeda. Mas ganhar feito argentino um salário de mercado (tipo 4500 pesos), pagar aluguel e equilibrar com outros gastos cotidianos, é sinônimo de levar uma vida normal sem grandes luxos (já disse isso aqui). Agora na prática não sobra dinheiro para economizar não.

A idéia desse post não é fazer um levantamento do que vale a pena ou não e sim passar pra vocês como é o dia a dia aqui. Hoje eu posso falar que: eu acordo, vou trabalhar e quando eu saio eu fico sabendo que tem greve em tal lugar. No que isso implica? Uma hora a mais de trânsito, ônibus que param em paradas erradas pra desviar do caos (e você tem que adivinhar, literalmente, onde o cara vai parar), gente mega estressada.
Chego em casa, toco pra academia: outro mundo. Gente com carros luxuosos que parecem nunca sofrer com o nível caótico que Buenos atinge as vezes.

Ou seja, minha conclusão é que Buenos é bom para se viver. Isso quer dizer que: é mais fácil ser boêmio aqui. Eu não entendo como, mas ainda com o nível de vida que a cidade proporciona, viver flanando pelas ruas de Buenos Aires é literalmente acessível. O que não inclui que isso abarque outros campos da vida. Comprar um imóvel é caro, economizar para viajar é bem difícil e adivinhar o que o governo vai fazer é mais impossível ainda.

Eu já disse aqui que não entendo sobre política e a idéia tampouco é discutir isso. Mas falta na Argentina políticas públicas a longo prazo. Aqui, mudam governos, mudam políticos e as propostas giram em 180 graus. Ou seja, nenhuma atinge um tempo determinadamente correto para fazer efeito positivo na vida das pessoas. Logo, Bue é boa temporariamente. Enquanto se está em Buenos Aires, a vida é uma delícia. Aqui tem tudo o que uma cidade deveria ter, mesmo com seus altos e baixos.

Quando me perguntam sobre a crise aqui, eu respondo que vivemos. Sabe porque? Porque a verdadeira crise mesmo ainda não chegou, mas não deixa de ser uma crise cotidiana os problemas que no dia a dia enfrentamos: desde comprar moeda estrangeira até adivinhar quanto vai estar o kg do arroz no mês que vem. A impressão é de que se empurra com a barriga algo inevitável que é a queda, repetida, da economia e uma recuperação lenta, mas progressiva do país.

É triste sim ver que em pouco tempo Bue mudou bastante. Ainda que continue encantadora, a cidade não vive de aparências. Não é mesmo?

46 comentários

  1. E o pior é ver brasileiro reclamando da Argentina. O sujo reclamando do mal-lavado. Acho que é mais uma forma de auto-afirmação do que qualquer outra coisa. Neguinho aqui não se mexe pra nada e só fica apontando os erros alheios. Isso é típico do brasileiro, e eu odeio isso com todas as minhas forças. Eu sempre digo que a Argentina é tão terceiro mundo quanto nós, com a diferença de que aí as pessoas são mais politizadas e culturais, e isso faz TODA a diferença na hora de levantar e sacudir a poeira. Mas infelizmente, preciso admitir, acho que a situação ainda vai ficar bem pior aí... uma pena, mesmo.

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hello Fer, compartilho contigo. Acho que ainda a crise mesmo está por vir, uma pena =( Beso.

      Excluir
  2. Comecei a ler seu blog porque vou pra Buenos Aires em Janeiro e estava buscando mais informações sobre a cidade. Encontrei muita coisa, claro, mas aqui acho que foi onde encontrei as melhores e mais sinceras informações e dicas. Estou adorando! Até janeiro marcarei presença todos os dias aqui! E agora sinto que minha viagem será melhor ainda, apesar de tudo que ando lendo e ouvindo sobre a situação ai, pois já vou sabendo o que posso encontrar. Espero ler muitas dicas bacanas ainda por aqui!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camis!
      Seja bem-vinda =)
      Qlqer coisa que precisar, grita eheh.

      Beso

      Excluir
  3. Oi Amanda. Eu leio o seu blog há algumas semanas e posso dizer que é o meu favorito. Eu já fui a Buenos Aires em 2010 e estou voltando em exatamente um mês para passar 5 dias. Eu amei a minha primeira viagem, mesmo com a violência, que pelo menos na época não passou de alguns assaltantes, e mesmo com os preços não tão camaradas. A cidade é linda e por si só vale a pena a viagem. Eu amo fazer compras quando estou viajando porque as peças sempre me transportam para aquela viagem toda vez que eu uso. Mas viajar e só pensar em comprar é muito ridículo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É eu também sou contra uma viagem baseada só em compras. Mas cada um, cada um, né?
      E sim, BUE ainda encanta ehehe. Beso!

      Excluir
  4. Legal, Amanda! Estive em Bue por 5 míseros dias e não entendo como tem gente que diz que esse é um tempo suficiente pra conhecer a cidade.
    Não sei o que Bue tem, mas eu acho que já fui portenha em outra encarnação! Bue me encanta! A cidade é um charme e um encanto só. Tão maluca e esquisita quanto SP.
    Minhas humildes opniões de 5 dias:
    - Não achei tão perigosa assim (talvez não tenha andado em lugares perigosos ou sei lá), mas eu me senti mais tranquila andando por Buenos do que por SP.
    - Pelo menos na época que fui (setembro) eu não achei suja. Minha cidade é muito mais.
    - Sim, não é mais barata.
    - E por último: percebi que tem muuuuito portenho que nem tá sentido essa turbulência toda. Deve tá mais difícil de viajar e tal, mas é como você disse: você muda de bairro, muda de mundo. Deve ter sido a galera rica que guardou dinheiro em dólar antigamente (em outro post você falou isso). Gente que tem muita grana, tem muita grana em qualquer lugar e não sofre muito. Mas conversei com um taxista muito simpático em uma noite que teve um buzinaço de protesto pela cidade e ele estava extremamente revoltado com tudo que anda acontecendo, é claro e com razão. E o Brasil já passou por momentos péssimos, todo mundo sabe como é... O pessoal fala demais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahah somos duas que pensamos do mesmo jeito. Eu, realmente, não sei mas a cidade prende, né?
      Incrível! Acho meio tango isso, uma paixão meio doidona ahaha e exagerada.
      Beso

      Excluir
  5. ps.: vale ressaltar que em Abril tô voltando de novo! Acredita? Dessa vez vai ser um pouquinho mais rápido por que vou pra outros lugares depois. Mas vou conhecer outra Bue agora! Hahahaha Beijos!

    ResponderExcluir
  6. O pessoal perde a oportunidade de ficar quieto e acaba dando opiniões sem conhecer, né? Sem contar que tem muita gente que sai do país pensando que pode agir como se estivesse em casa, acha que pode ser mal educado, jogar lixo na rua, essas coisas, quando o certo seria se adaptar à cultura.
    A questão da violência é bastante relativa. Em uma cidade com a população que tem Buenos Aires, é claro que os índices de violência serão maiores. Só que aqui no Brasil a gente de certa forma está acostumado a viver se cuidando pra virar em cada esquina. É mania de turista achar que pode andar sem se cuidar só porque não está em casa. O problema é justamente esse porque somos mais visados, damos mais bandeira, falamos alto, queremos tirar foto de tudo, etc. Óbvio que vai chamar a atenção de quem está só esperando por uma oportunidade de tirar vantagem de turista distraído.
    Não achei BUE suja, não, Amanda. Mas achei barulhenta, isso sim, hehehe, mas com o trânsito que tem, impossível não ser.
    Concordo com o que a Fernanda disse. Aí, pelo que pude ver, a população usa e abusa do direito de colocar a boca no trombone, reclama pra valer quando não tá satisfeita, consegue se mobilizar pra tentar ser ouvida... aqui no Brasil já somos mais acomodados, vamos "empurrando com a barriga". É a lei do menor esforço, melhor deixar como está porque se mexer é capaz de piorar... então vai ficando ruim, ora melhora, ora piora... mas ninguém faz nada.
    Infelizmente a situação econômica tá complicada, mas nem por isso a cidade perdeu o charme que tem, e brasileiro vai continuar indo de qquer jeito porque podemos falar mal da Argentina, mas morremos de amores por Buenos Aires.
    No meu caso, quero muito voltar pra BUE porque quanto mais eu conhecia mais eu me dava conta de que não tinha conhecido nada.
    Besote.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Greiceee, tu disse tudo!
      Tem muita gente que vem e se acha no direito de pisar no povo daqui por ser estrangeiro e por não querer se adaptar ao local. Uma pena.
      E o trânsito é um caos mesmo ahaha, ainda mais eles que AMAM usar buzina.

      Sobre a greve, eu acho legal essa coisa de sair e gritar e protestar. Mas confesso que esse ano estou me cansando. Não tem um dia sem protesto, com trânsito ''normal''. Olha, em 2010 foram 289 protestos aqui, quase um por dia! =(

      Mas amamos BUE ahha, beso!

      Excluir
  7. Amanditas,

    Parabens pelo post, arrasou!!!!

    Bjos....

    ResponderExcluir
  8. A 1ª vez que fui a Buenos Aires foi em 2010, e amei tudo! Fiquei 10 dias.
    A 2º vez foi esse ano e me arrependi... Haja inflação muita alta, argentinos estressados demais e grosseiros ( no aeroporto fui mal recebida pra caramba), bastante sujeira, menos turistas nos lugares normalmente frequentados pelos mesmos,etc
    Conclusão : só pretendo voltar quando tudo isso melhorar bastante. Caso contrário, irei desviar de B. Aires quando viajar pela América do Sul.
    Pra mim, é uma questão de bom senso
    Parabéns pelo Blog, adoro e acesso sempre .

    Tânia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tânia! Obrigada pelo comentário =)
      Em algum tempinho BUE melhora eheh, beso!

      Excluir
  9. Seu blog é bem informativo e atualizado, parabens!

    Reclamar , lamentar ou estranhar que a Buenos Aires atual n é mais a mesma que a de alguns poucos anos atrás é um fato e um direito. É exatamente por isso que buscamos roteiros com melhor qualidade de vida para conhecer, morar, passear, etc...
    Resta a nós torcer para que B. Aires volte o mais breve possível a sua antiga forma : linda, limpa, charmosa, com bons preços e recebendo bem o turista !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, BUE mudou bastante e todos que viajaram pra cá, perceberam.
      É torcer pra que a cidade se recupere e continue linda, só que mais, né?

      Beso

      Excluir
  10. Amanda, concordo contigo em gênero, número e grau. Tirei umas fotos de umas greves e uns protestos pela cidade aí nesse fds e feriado. Tb conversei com algumas pessoas sobre preços e a vida aí de uma forma geral, e é bem isso que vc falou. Dá pra flanar por aí? Sim, o transporte público é super barato, nunca vi coisa parecida... mas andei olhando os preços de TUDO, e me assustei muito com o preço da comida no mercado. Um dos taxistas falava sobre a dificuldade de comprar umas frutas para os filhos, e nessas horas, confesso que chegava a dar um aperto no coração. Aqui no BR, a gente tem tanta abundância, e compra tanto, que às vezes até estraga. Vi bue com outros olhos dessa vez, prestei muita atenção nas pessoas, no clima de uma forma geral, e isso foi ótimo... realmente, está tudo MUITO caro = inflação absurda, as coisas simplesmente dobraram de preço, de 1 ano para cá, e a tendência infelizmente é aumentar, a inflação está aí, só não vê quem não quer, e ir praí com a mentalidade consumista da maioria é egoísta. O país é tão lindo, tão cheio de cultura, tem tanta coisa acontecendo... =)
    Bjo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manu! Adorei teu comentário. É isso mesmo q vc disse.
      A inflação tem em todos os setores, mas onde a gente mais sente é no mercado. Não há já tantas variedades, os preços estão absurdos. Uma pena mesmo. A gente tenta se adaptar mas fica complicado quando vc não vê uma pontinha de melhora pela frente.

      Mas ainda assim vir pra cá como turista é uma delícia, porque a cidade é muito rica em cultura e diversidade.

      Beijo!!!

      Excluir
  11. Morei anos em Baires na década de90.
    Me apaixonei pela cidade,pelo país, por tudo.Mas não há como não perceber o intenso e lastimável deterioro da cidade,sua favelização, o crescimento da violência, os desmandos da corrupção crescente. Sou íntima dos desvarios políticos que acompanho desde Menem, e tudo que veio com a destruição daquilo que o argentino sempre teve superior a qualquer país latinoamericano - a educação formal.
    MAs Baires´é ainda encantadora.Aliás,toda Argentina.Simplesmente adoro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Si! Tem razão... Depois da lei de convertibilidade, a Argentina tem vivido crises de maneira cíclicas =(
      Beso

      Excluir
  12. Fiquei aí só 4 dias e meio, em setembro, pela primeira vez. Gostei MUITO da cidade, não sei como seria morar aí, enfrentar os problemas da cidade etc, mas se eu tivesse a oportunidade, com certeza moraria! Gostei muito de Bue :))
    Aliás, você sabe como faz pra gente simplesmente se mudar praí? Tem que ter já um emprego, comprovar alguma coisa, estudar.. é possível?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Beth! Que legal q vc quer morar aqui =)
      Dps me manda um email q eu te explico melhor sobre isso! Dale? Beso

      Excluir
  13. Morei 8 meses em Buenos Aires esse ano, amo essa cidade, mas como vc também via os problemas ( infelizmente a decadência) da cidade, e mesmo assim amo com o mesmo amor que sempre tive pela cidade. Voltei dia 14 do mes passado e ja voltei 1 vez e to voltando por 10 dias em duas semanas... nao consigo me desapegar! Voltei porque sou uma pessoa que gosta muito de viajar, e aí já não conseguia juntar dinheiro para isso, e com promessas dos meus pais de que as coisas estavam melhores por aqui, eu resolvi voltar... mas sinto que não é definitivo, existe algo em Bs As que me encanta e me identifico muito mais com aí do que aqui em São Paulo. Eu dava aulas de português aí, sou formada em direito e nunca fui tao feliz como advogada, como fui como professora.
    Só queria te dizer que entendo 100% o seu amor pela cidade, porque sinto o mesmo e fico transtornada com gente que fica 2 dias aí e fala mal da cidade sem conhecer, ou pessoas que eu conheci que metem o pau, mas continuam morando aí... não gostou, volta!!!
    Não vejo a hora de ficar meus 10 dias aí a partir do dia 20 (meu medo é não aguentar e ficar aí de novo!), quem sabe o ano que vem volto!!
    Obrigada por escrever esse blog, gosto de ler e me identificar com seus posts!
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahah Anaaaa vc realmente AMA Buenos!

      Gracias!

      Beso

      Excluir
    2. faço de TODAS as palavras da ana paula as minhas! me identifiquei em todos os sentidos, no fato de ter morado aí, de ter dado aulas de português, a vontade incontrolável de voltar e principalmente a última frase...
      ps: amanda, acho que achei o post que te perguntei por face! gostei!

      Excluir
  14. cara, vou imprimir esse texto e ler pra todas as pessoas que me perguntam porque eu vivo aqui ou que reclamam da cidade. vale pras duas situações! rs

    ResponderExcluir
  15. Estou querendo morar em BsAs para estudar mas fico super na duvida. Dizem qe a cidade piorou muito que está tudo mt caro, que tá tudo muito dificil e vc ainda diz que vai piorar rs Oh ceus! Será que vale a pena ir?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii! Acho que vale a pena vir antes pra dar uma sondada e ver o que vc acha da cidade. É o que eu disse: pra morar é bom, mas pra fazer planos futuros e economizar, não é.
      Eu digo que vai piorar porque ainda não estamos em plena crise explícita, mas isso ainda vai chegar, e não tem remédio. Isso vai ter que acontecer pro país se levantar aos poucos. Beso!

      Excluir
  16. Oi!Concordo com muita coisa do post.
    Não entendi o q vc quis dizer com "é mais fácil ser boemio aqui". pelo menos nao linkei com o texto...não entendi a linha de raciocínio da greve com a academia e com a boemia. qual a relacao causa consequencia???
    gracias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii!
      Bom o que eu quero dizer é que mesmo com toda essa crise e esses problemas ainda assim é mais fácil ser boêmio em Buenos Aires. E isso eu não sei te explicar porque, parece que tudo é mais fácil aqui.

      Ao mesmo tempo que o país passa por sérios problemas tem gente que não sofre o mínimo das consequências dessa crise (vide o povo da academia).
      Outro povo já sai as ruas para protestar, caso da greve. Que se tornou um problema sério na cidade já que a quantidade de protestos que tem aqui é imensa! E prejudica bastante a população.

      Excluir
  17. hum. nao entendi q quer dizr com ":boemio" entao...

    ResponderExcluir
  18. HAHAHAH. ESCREVE QUALQUER COISA!

    ResponderExcluir
  19. Amanda, eu sou cada vez mais fã disso aqui. Estive aí ano passado pela primeira vez e passei 10 dias. A-MEI. Fui numa vibe mais turistona e consegui conhecer os principais pontos. Tomei todas as precauções e não me aconteceu nada de ruim. Esse ano voltei novamente para mais 08 dias e senti o peso da inflação. Luxei menos (tchau táxi, vem nimim metro, bus e pernocas, o que me rendeu mtas colheradas de dulce de leche sem culpa), comprei menos (mas o meu foco aí nunca foi esse), a opção cerveja foi substituída por vinho sempre (e isso é ruim naonde?), as noitadas foram selecionadas, mas os dias foram mais longos e os passeios gratuitos são inúmeros. Aí temos vários locais lindos, históricos, culturais para conhecer sem gastar um peso. Resumindo: me diverti AINDA mais. Sem a euforia de TER QUE IR EM PONTO TURÍSTICO eu pude explorar a cidade muito mais. Andei muito, conversei com as pessoas, fiz programas de porteños e olha, foi maravilhoso. Cuidado com a bolsa e com a malandragem, todo mundo tem que ter. E eu continuei tendo e não me aconteceu nada again. Senti a inflação no bolso, presenciei vários protestos, lamentei por esse povo que é muito trabalhador e merece um governo que ajude a estabilizar essa inflação e fortalecer a moeda. Vi como fruta tá caro (como alguém citou aí encima), presenciei um pai fazendo as compras do mês e lamentando ter que cortar os "luxos" que a filhinha adora, enfim, vi de perto problemas que não são segredo para ninguém. Mas essa cidade é mágica. é apaixonante ... e quando me despedi na terça com o coração apertadinho,olhei pro meu noivo e perguntei: quando voltamos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ila! Que legal esse seu comentário, tomara que todas as chicas leiam assim veem como é legal a cidade pelo olhos de outra pessoa. Porque eu sou suspeita para falar ahaha.
      Adoreiiiiiiiii!
      Beso

      Excluir
  20. Me parece contraditório dizer que empurram com a barriga a queda e a recuperação do país.oi?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Consequentemente uma recuperação =)

      Excluir
    2. ah, pq sempre q tem queda, recupera?

      Excluir
    3. Melhor acreditar que sim. Beijo.

      Excluir
  21. Desde que conheci meu argentino eu me apaxonei por Baires adoro esta vida boêmia, os paseos o clima da cidade, para as compras realmente era muito bom agora já não me encanta mais, meu marido esteve ai em setembro para visitar os pais e voltou chatiadissimo com a situação que o país se encontra politicamente e já faz 1 ano e meio que eu não viajo para buenos aires, e morro de saudades se pudesse iria pelo menos 1 vez por ano, mas somente para passear agora para morar achoque não vale a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Clau, as coisas mudaram mesmo. Uma pena, mas ainda assim a cidade é linda. Ótima para passear, com certeza! Beijo

      Excluir

SUBIR
Buenos Aires para Chicas . Todos os direitos reservados. © Maira Gall .